04/08/2015 - 1ª - Conselho do Prêmio Jornalista Roberto Marinho de Mérito Jornalístico

Horário Texto com revisão

16:12
R
O SR. PRESIDENTE (Lasier Martins. Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Boa tarde, senhores, senhoras, assessores, jornalistas.
Havendo número regimental, declaro aberta a 1ª Reunião de 2015 do Conselho do Prêmio Jornalista Roberto Marinho de Mérito Jornalístico, instituído pela Resolução do Senado Federal nº 8, de 2009. Depois, houve pequenas alterações com outra resolução deste ano de 2015, porque, embora o prêmio tenha sido instituído em 2009, até hoje não ocorreu nenhuma edição do prêmio. Esta será a primeira.
Desejo esclarecer, antes de mais nada, que presido esta reunião honrosamente, na forma do §3º do art. 88 do Regimento Interno da Casa – isto é, até prova em contrário, sou o mais velho da Comissão!
(Intervenção fora do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Lasier Martins. Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Agradeço. Não é nenhum motivo de regozijo. Eu gostaria de ser bem mais moço, mas a vida é implacável!
16:17
R
O SR. PRESIDENTE (Lasier Martins. Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – A reunião tem por objetivo a instalação do Conselho e a eleição de Presidente e de Vice-Presidente do Prêmio Jornalista Roberto Marinho.
Nestas condições, declaro instalado o Conselho do Prêmio Jornalista Roberto Marinho de Mérito Jornalístico.
Instalado o Conselho, eu, rapidamente, quero ler o nome dos integrantes do Conselho. Os integrantes são José Agripino, este que está aqui eventualmente na Presidência, Cristovam Buarque, Jader Barbalho, Ana Amélia, José Medeiros, Blairo Maggi, Marcelo Crivella, Roberto Rocha, Eduardo Amorim, Omar Aziz, Tasso Jereissati, Randolfe Rodrigues, Jorge Viana e Fernando Collor. São 15 os integrantes desse Conselho.
Instalado, então, o Conselho, nós passaremos à eleição do seu Presidente e do seu Vice-Presidente.
Antes disso, faço questão de dizer, até porque é a primeira vez que se instala o Conselho, que o prêmio será conferido anualmente a profissional de jornalismo que tenha contribuído para o engrandecimento do jornalismo brasileiro. A entrega do prêmio se dará em sessão do Senado especialmente convocada para esse fim. A indicação de candidatos, acompanhada de curriculum vitae e de justificativa do indicado, será realizada por qualquer Senador ou Senadora, isto é, qualquer um dos 81 Senadores poderá indicar o jornalista que deve merecer o prêmio. Os demais itens poderão depois ser acompanhados e lidos pelos demais integrantes do Conselho.
Então, consulto os senhores membros se há acordo em torno de um nome para ocupar os cargos de Presidente e de Vice-Presidente desse órgão.
Há uma indicação sobre a mesa do nome do Senador Cristovam Buarque para Presidente e do nome da Senadora Ana Amélia para Vice-Presidente. A Senadora comunicou, há pouco, que está em outro compromisso, que gostaria de estar aqui, mas que, em seguida, virá para assinar a presença na ata da reunião.
Se não há outra indicação, podemos, quem sabe, fazer a eleição por aclamação.
Quem concorda permaneça como está. (Pausa.)
Estão eleitos, portanto, o Senador Cristovam Buarque para Presidente e a Senadora Ana Amélia para Vice-Presidente.
Convido o Senador Cristovam a ocupar seu lugar à Mesa e a dar andamento a esta reunião.
O SR. CRISTOVAM BUARQUE (Bloco Apoio Governo/PDT - DF) – Primeiro, agradeço muito à Comissão. Acho que, em parte, a escolha deve ser porque sou o segundo na ordem da idade aqui. Agradeço a confiança. A escolha deve ser, por um lado, porque sou o segundo na idade aqui. E V. Exª, já que está presidindo, não pode sê-lo. Então, fica para mim. Segundo, fui eu que, de fato, ressuscitei esse prêmio e falei com o Presidente Renan. Esse prêmio já estava aqui há algum tempo e nunca foi levado adiante. E acho que nunca foi tão importante um prêmio para prestigiar jornalistas.
O SR. PRESIDENTE (Lasier Martins. Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Até porque, Senador Cristovam, o jornalismo vive sua época de ouro. Digo isso não por eu ser do ramo – sou jornalista e estou Senador –, mas porque nunca houve tanto trabalho e tanta atenção ao trabalho dos jornalistas como há atualmente.
O SR. CRISTOVAM BUARQUE (Bloco Apoio Governo/PDT - DF) – É verdade isso. Então, é um momento muito importante. Tirando o período militar, em que era fundamental o jornalista, que era uma resistência – era uma questão até de vida e de morte –, hoje há as necessidades do jornalismo, que está presente. Então, o prêmio é importante. Por isso, fui atrás dele, quando me lembraram do prêmio, do qual eu nem sabia.
Então, aceito perfeitamente. Mas não é preciso eu ir para aí para assumir a Presidência. Creio que temos de saber – e a nossa assessoria é que pode saber mais sobre isto – o que é que temos de fazer e qual é o nosso cronograma até dezembro. Não é isso? Então, podemos já começar a trabalhar, talvez começando a colecionar nomes, divulgando que o prêmio existe, colocando-o no Jornal do Senado, de tal maneira que as pessoas comecem a se interessar e a sugerir para nós nomes, para que, até dezembro, possamos escolher quem vai recebê-lo.
O SR. PRESIDENTE (Lasier Martins. Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Senador Cristovam, há um item que precisa ser mais bem esclarecido, porque ele é um pouquinho vago, no art. 1º: "O prêmio será conferido anualmente a profissional de jornalismo".
16:22
R
Será a um só de todo o Brasil ou se vai propiciar a um número maior de contemplados?
O SR. CRISTOVAM BUARQUE (Bloco Apoio Governo/PDT - DF) – Eu tenho a impressão de que, aproveitando a brecha, nós devemos discutir no Conselho se vamos dar só a um, se vamos dar a mais de um, a todos igualmente, ou se vamos dar a um certo número, com o primeiro, o segundo e terceiro.
A Comissão pode estudar isso, já que o ato que o criou deixou em aberto.
O SR. PRESIDENTE (Lasier Martins. Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Perfeito.
Senador Amorim.
O SR. EDUARDO AMORIM (Bloco União e Força/PSC - SE) – Presidente, ouvindo as palavras de V. Exª e dos nobres colegas, eu que já estava inclinado a começar, nesta semana, a minha terceira graduação na vida, que é exatamente a de jornalismo, então, agora vou fazê-lo, com mais certeza ainda. (Risos.)
O SR. PRESIDENTE (Lasier Martins. Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – E poderá, quem sabe, comparecer como candidato ao prêmio, porque não há objeção na resolução.
O SR. EDUARDO AMORIM (Bloco União e Força/PSC - SE) – Não, não é a minha pretensão, Presidente. Confesso que não é a minha pretensão. Prefiro ficar na condição de votante e não de votado, pode ter certeza. Mas sei que é uma profissão, uma atividade extremamente estimulante, desafiadora e necessária para uma sociedade, especialmente uma sociedade como esta e num momento como o País vive. O bom jornalismo, o jornalismo sincero, correto, aquele que leva a verdade a todos os cantos. Eu acho que é assim que deve ser feito. E devem ser eliminados, deixado de lado aqueles que não exercem a profissão de forma honrada, de forma ética, como deve acontecer. E acontece em todas as atividades: existem os bons, existem os éticos, mas também, infelizmente, existem aqueles que pensam diferente.
Parabenizo a Presidente e a Vice-Presidente, Senadora Ana Amélia, e dou o meu testemunho de que a Senadora Ana Amélia agora está coordenando um painel ali, da Vigilância Sanitária. Eu coordenei a primeira parte, e ela está coordenando o segundo momento.
O SR. PRESIDENTE (Lasier Martins. Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Senador Cristovam, a Presidência da reunião é sua.
O SR. PRESIDENTE (Cristovam Buarque. Bloco Apoio Governo/PDT - DF) – Muito bem. Eu assumo a Presidência daqui mesmo e submeto ao Colegiado a aprovação da ata da presente reunião, dispensada a sua leitura. É uma ata muito curta, apenas diz o que aconteceu aqui. (Pausa.)
Os Srs. Senadores e as Srªs Senadoras que a aprovam permaneçam como se encontram. (Pausa.)
Está aprovada.
Cumprida a finalidade da presente reunião, declaro encerrados os trabalhos da 1ª Reunião de 2015 do Conselho do Prêmio Jornalista Roberto Marinho de Mérito Jornalístico.
E vamos fazer um bom trabalho! Este vai ser um prêmio que vai ter uma boa repercussão, garanto.
(Iniciada às 16 horas e 15 minutos, a reunião é encerrada às 16 horas e 25 minutos.)