07/10/2015 - 2ª - Conselho da Comenda de Direitos Humanos Dom Hélder Câmara

Horário Texto com revisão

16:15
R
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Há número regimental.
Declaro aberta a 2ª Reunião de 2015 do Conselho da Comenda de Direitos Humanos Dom Hélder Câmara.
Esta reunião destina-se à escolha das personalidades a serem agraciadas na sexta premiação da Comenda de Direitos Humanos Dom Hélder Câmara.
Primeiramente informo às senhoras e aos senhores membros do Conselho que foi enviada por e-mail aos gabinetes de V. Exªs cópia dos currículos dos indicados dos Senadores.
Antes de iniciarmos o processo de votação, gostaria de informar que a Secretaria do Conselho recebeu este ano indicação de 19 nomes para serem agraciados dentro do prazo regimental.
Esclareço ainda que dentre as indicações consta o nome de Dom Moacyr José Vitti, indicado pelo nobre Senador Cristovam Buarque para ser homenageado in memoriam.
Consulto os membros do Conselho se concordam que na mesma sessão de entrega dessa premiação o Senado Federal preste homenagem a Dom Moacyr José Vitti em memória.
Os Srs. Senadores e as Srªs Senadoras que concordam permaneçam como estão. (Pausa.)
Aprovado.
Srªs e Srs. Senadores, temos 19 ilustres, as figuras mais ilustres indicadas pelos Senadores, dos seus respectivos Estados.
O nº 1, indicado pelos Senadores Humberto Costa e Douglas Cintra, é Airton Freire de Lima.
O número não estabelece qualquer tipo de escala. É apenas a ordem de chegada.
Natural de São José do Egito, Pernambuco, é Presidente da Fundação Terra, instituição que atualmente ajuda 2.000 moradores de comunidade através de cursos profissionalizantes e auxílio nas áreas de saúde, educação e moradia, desde crianças, através de creches, até idosos, beneficiando os mais desamparados, sem distinção de raça, sexo, cor ou classe social.
Estudou Filosofia, Teologia e Psicologia e foi ordenado padre em 1982.
Esse é o primeiro candidato.
O segundo candidato é Alessio Saccardo, do Senador Flexa Ribeiro. Ele é italiano. O primeiro é pernambucano; o segundo é italiano. É teólogo da PUC, gregoriano e filósofo do Instituto Aloisianum de Gallarate.
Em 1982, veio em missão ao Brasil, para exercer o ministério de pároco, em Curralinho, no Marajó, Pará. Em Teresina, dedicou-se à educação de jovens e presidiu a Associação Educação Católica do Piauí.
Foi ordenado Bispo em 2002.
Antônio Augusto Cançado Trindade é o indicado do Senador Antonio Anastasia.
É mineiro, natural de Belo Horizonte. É um renomado jurista brasileiro, membro do Tribunal Internacional de Justiça com mandato previsto até 2018.
Graduado em Direito pela Universidade Federal, Mestre e Doutor em Direito Internacional pela Universidade de Cambridge, foi Juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos e Juiz da Corte Internacional de Justiça, onde atuou em diversas causas humanitárias.
O quarto candidato é Antônio Soares Batista, um padre. Ele é do Piauí, indicado pelo Senador Ciro Nogueira.
Natural de São Pedro, Piauí, o Padre Antônio Batista formou-se em Filosofia pela Faculdade de Filosofia do Piauí e em Teologia pela Universidade Católica de Salvador, Bahia. É Mestre em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, recebeu ordenação em 74 e exerceu diversas funções eclesiásticas, como vigário, cooperador na Catedral de Nossa Senhora das Dores e Presidente da Associação Social Arquidiocesana.
16:20
R
O quinto é o Cesare de Florio de La Rocca. Quem indicou foi a Senadora Lídice da Mata. Ele é de Florença, na Itália, e vive em Salvador. É teólogo e filósofo pela Universidade Italiana de Pistoia. Ele é Presidente do Centro de Projetos Axé de Defesa e Proteção à Criança e ao Adolescente e da Agência de Notícias dos Direitos da Infância.
O sexto – a primeira mulher – é Gleice Francisca Machado, indicada pela Senadora Lúcia Vânia, de Goiás. Ela é bacharel em pedagogia e acadêmica de serviço social e Presidente da Associação Brasileira de Xeroderma Pigmentoso – é uma doença rara, Eduardo Amorim, que provoca deformidades físicas na pele – desde 2010. Dedica a sua vida a comunidades acometidas por essa doença. Como Presidente, destacam-se suas principais realizações: divulgação da doença na imprensa nacional e internacional e criação de um consultório ambulatorial dentro do Hospital de Goiânia. É autora do livro Asas da Esperança. A Senadora Lúcia Vânia é apaixonada por essa senhora e insistiu muito comigo para que pudéssemos levá-la muito em consideração.
Eu quero saudar a presença do ilustre político da minha terra Governador Anthony Garotinha – Governador, Deputado Federal, Prefeito de Campos. Seja bem-vindo. E é Presidente do PR lá do bravo Estado do Rio de Janeiro.
A Senadora Lúcia Vânia fez os maiores elogios a essa senhora que cuida dos doentes de xeroderma pigmentoso.
O José Azcona Hermoso, natural de Pamplona, atualmente, é Bispo de Marajó, Pará. Doutor em teologia moral pelo Instituto Alfonsiano. Do Amapá.
Também há Josefa de Lourdes Santos Pacheco – segunda mulher –, de Sergipe, indicação do Senador Antonio Carlos Valadares. Ela é natural de Lagarto. Udinha, como é popularmente conhecida, tornou-se professora em 1986. Começou seu trabalho comunitário em uma escola para crianças na vizinhança onde morava. Fez da garagem da sua casa um lugar para ensino e alfabetização. Depois fundou, junto a um grupo de mulheres da comunidade, o Clube de Mães Santa Luzia, dando origem ao movimento que criou a feira livre local.
Lucíola Maria Inácio Belfort, indicada pelo Senador Paulo Paim, do Rio Grande do Sul. Nasceu na Aldeia Indígena de Ligeiro, em Tapejara, no Rio Grande do Sul. Pertence à etnia kaingang. É a primeira índia a se formar em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 2001. Formou-se em enfermagem pela Unijuí, também do Rio Grande do Sul.
Marcelo Pinto Carvalheira, Arcebispo, indicado pelo Senador Cássio Cunha Lima. É natural de Recife, Pernambuco. Cursou filosofia e teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, em 1956. Foi um grande colaborador de Dom Hélder Câmara na defesa dos direitos humanos no Brasil. Foi preso e torturado durante o regime militar no Brasil, quando defendeu líderes católicos perseguidos.
Marcos Dionísio Medeiros Caldas, indicado pela Senadora Fátima Bezerra, do Rio Grande do Norte. Bacharel em direito, trabalhou na Coordenadoria de Direitos Humanos e Defesa das Minorias da Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Rio Grande do Norte. Exerceu, também, dois mandatos na Ouvidoria desse órgão.
Maria Berenice Dias, indicada da Senadora Ana Amélia e do Senador Paulo Paim, do Rio Grande do Sul...
O SR. LASIER MARTINS (Bloco Apoio Governo/PDT - RS. Fora do microfone.) – E meu também.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – E o senhor também indica?
O SR. LASIER MARTINS (Bloco Apoio Governo/PDT - RS. Fora do microfone.) – Está na outra página.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Ah, desculpe-me.
Também indicada pelo Senador Lasier.
Ela é natural de Santiago, Rio Grande do Sul. É advogada especializada em direito homoafetivo e direito de família e sucessões. É Presidente da Comissão Especial de Diversidade Sexual da OAB e Vice-Presidente Nacional do Instituto Brasileiro de Direito de Família. Também é defensora atuante na luta pelos direitos da mulher, além de líder feminista, destacando-se no combate à violência doméstica, e colaboradora ativa na luta em prol dos excluídos.
Miguel Fenelon Câmara Filho, indicado pelo Senador Elmano Férrer, do Ceará. Natural de Quixeramobim, é formado em filosofia e teologia pelo Seminário da Prainha, em Fortaleza. Tem pós-graduação em ação social e opinião pública, cursado em Roma. Foi eleito Bispo Auxiliar de Fortaleza em 1970 e tornou-se Arcebispo de Teresina, no Piauí, em 1985. Destacou-se pelos pronunciamentos proféticos na defesa dos direitos dos pobres e marginalizados. Criou o primeiro Vicariato de Ações Sociais do Brasil.
Miguelina Paiva Vecchio, indicada pelo Senador Telmário Mota. Ela é do Rio Grande do Sul. Socióloga, é 2ª Vice-Presidente do PDT e Presidente Nacional da Ação da Mulher Trabalhista do PDT. É Vice-Presidente da Internacional Socialista de Mulheres e foi Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher. Em 2014, foi candidata a Deputada Federal pelo Rio Grande do Sul. Realiza palestras na área de atuação social.
Paulo Roberto, Padre, indicado pelo Senador Davi Alcolumbre, do Amapá. É graduado em filosofia e mestre em direito canônico. Foi ordenado padre em 1991. Além de suas atividades religiosas, criou a Fundação do Instituto do Câncer Joel Magalhães (Ijoma).
16:25
R
Petra Pfaller, indicada pelo Senador Ronaldo Caiado. Ela é alemã. É a Irmã Petra, do grupo Irmãs Missionárias de Cristo. É advogada radicada no Brasil, atualmente vive no Estado de Goiás. Desde 2014, é Coordenadora Nacional da Pastoral Carcerária. Foi membro do Conselho de Direitos Humanos do Estado de Goiás, representando a CNBB.
Tiago Theisen. Eu li a biografia, o livro que trata da vida desse senhor, e cheguei a chorar. É indicado do Senador José Agripino. Nasceu na Bélgica e, desde 1968, reside em Natal. Em sua missão religiosa, construiu 43 igrejas e fundou 2 paróquias. Chegou a atender 42 comunidades no âmbito religioso e social, construindo ambulatórios médicos, gabinetes odontológicos e jardins de infância. Desenvolveu trabalhos voluntários na área da Educação e da Medicina.
Wellington Dantas Mangueira Marques.É indicado da nobre Senadora Maria do Carmo Alves, de Sergipe. Natural de Aracaju, formou-se em História pela Universidade Federal de Alagoas e em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal de Sergipe. É pós-graduado em Filosofia e Teoria Geral do Estado pela Universidade Patrice Lumumba, na Rússia. Defensor da causas populares, foi perseguido e torturado durante o regime militar. Também tem o apoio do Senador Eduardo Amorim.
Yvonne Bezerra de Mello. É indicada do Senador Marcelo Crivella. Natural do Rio de Janeiro, é formada em Letras, Filologia e Linguística, com doutorado e mestrado na área. Foi criadora e Presidente do Projeto Uerê (1998/2005), coordenadora do Programa Sueco para Crianças Deficientes em Lisboa e foi membro da Comissão da Criança e do Adolescente da OAB. Em julho de 1993, foi essa dama ilustre, essa heroína da minha terra, que socorreu os sobreviventes da chacina da Candelária, e cuida de 2.250 crianças no Projeto Uerê. Não sei se vocês se lembram, mas a chacina da Candelária foi uma atrocidade cometida por uns monstros que resolveram fazer uma matança dos pobres que ali mendigavam.
Meus senhores e minhas senhoras, está aberta a palavra para os membros desta Comissão, para nós estabelecermos os procedimentos, e, se concordarem, faremos a votação.
A SRª VANESSA GRAZZIOTIN (Bloco Socialismo e Democracia/PCdoB - AM) – Sr. Presidente, vamos votar. E enquanto votamos V. Exª pode conceder a palavra a quem quiser se pronunciar.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Podemos votar.
Vamos então fazer as proposições.
Srs. Senadores, no ano passado, nós concedemos medalhas para cinco agraciados no Brasil inteiro. Eram muitos os candidatos, mas foram concedidas a cinco. Em quinto lugar, empataram dois agraciados; demos para seis. Nós já temos um que, como os senhores concordaram no princípio, vai ser homenageado in memoriam. Ele é falecido. Portanto, não conta. Se os companheiros estão aptos a votar, nós vamos distribuir os formulários para o processo de votação.
Pergunto à Senadora Vanessa Grazziotin se deseja fazer uso da palavra. (Pausa.)
S. Exª está no telefone.
O SR. GLADSON CAMELI (Bloco Apoio Governo/PP - AC) – Sr. Presidente, pela ordem.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Pois não, Senador Gladson Cameli.
O SR. GLADSON CAMELI (Bloco Apoio Governo/PP - AC) – Quero parabenizar V. Exª pelo trabalho e dizer que eu e os demais Senadores temos que comparecer ir à sessão. Portanto, gostaríamos de votar logo.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Sim, Sr. Senador. Seguindo a sua orientação, nós vamos distribuir os votos.
A Comissão se encontra em processo de votação.
As Srªs e os Srs. Senadores que quiserem preencher os formulários, já podem fazê-lo.
(Procede-se à votação.)
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – V. Exªs podem votar em cinco candidatos.
Eu gostaria de ter trazido a biografia do padre do Rio Grande do Norte, pois é de chorar. É um herói o Padre Tiago Theisen. Ele é do Rio Grande do Norte e é realmente um senhor espetacular . Ele foi indicado pelo Senador José Agripino, é uma pessoa maravilhosa.
16:29
R
Está em votação, estamos em processo de votação.
As Srªs e os Srs. Senadores que já terminaram, assinem por favor, e vamos colocar na urna.
Assinem e depositem na urna.
O SR. LASIER MARTINS (Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Esse que o Senador Crivella mencionou é o Tiago Theisen?
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – É. Se você ler a biografia desse moço, você chora.
O SR. LASIER MARTINS (Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Fiquei muito impressionado com a indicada pela Senadora Vânia.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Sem dúvida, ela é, realmente... As fotos dessa moça de Goiás também são extraordinárias.
O SR. DAVI ALCOLUMBRE (Bloco Oposição/DEM - AP) – Presidente, bom trabalho!
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Muito obrigado, Senador Davi Alcolumbre.
Senador Humberto Costa, quer participar da votação? Senadora Lídice da Mata?
(Intervenção fora do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Não, claro. Aqui está a cédula de votação. São cinco candidatos.
Pergunto aos Srs. Senadores se já podemos fazer a apuração.
Designo os Senadores...
Ainda está em processo de votação?
Meus queridos amigos, vamos, então, para o processo de votação – a Senadora Lídice da Mata fazendo boca de urna...
(Intervenção fora do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Eu sei, eu estou vendo daqui! A Presidência já consignou em ata!
Estamos em processo de votação.
A Presidência pede à Senadora Vanessa Grazziotin que evite boca de urna!
16:34
R
Apenas para consignar às Srªs e aos Srs. Senadores que a sessão de entrega desta Comenda Dom Hélder Câmara será realizada no dia 2 de dezembro, às 11 horas, no plenário do Senado Federal. Dia 2 de dezembro, quarta-feira, às 11 horas, no plenário do Senado Federal.
Concluído o processo de votação, pedimos aos Senadores que, por gentileza, depositem o voto na urna. Vamos passar, em seguida, para a apuração dos votos.
Designo a Senadora Lídice da Mata, do bravo Estado da Bahia, para proceder à apuração dos votos e proclamar o resultado.
(Procede-se à apuração. )
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Dom Alessio Saccardo, nº 2, um voto;
5 – Cesare de Florio de La Rocca, mais um voto;
6 – Gleice Francisca Machado;
9 – Lucíola Maria Inácio Belfort;
12 – Maria Berenice Dias;
5 – Cesare de Florio de La Rocca;
6 – Gleice Francisca Machado;
9 – Lucíola Maria Inácio Belfort;
10 – Arcebispo Marcelo Pinto Carvalheira;
12 – Maria Berenice Dias;
8 – Josefa de Lourdes Santos Pacheco;
12 – Maria Berenice Dias;
15 – Padre Paulo Roberto;
18 – Wellington Dantas Mangueira Marques;
19 –Yvonne Bezerra de Mello;
3– Antônio Augusto Cançado Trindade;
4 – Padre Antônio Soares Batista;
14 – Miguelina Paiva Vecchio;
15 – Padre Paulo Roberto;
19 – Yvonne Bezerra de Mello;
6 – Gleice Francisca Machado;
15 – Padre Paulo Roberto;
17 – Padre Tiago Theisen ;
18 – Wellington Dantas Mangueira Marques;
19 – Yvonne Bezerra de Mello;
6 – Gleice Francisca Machado;
12 – Maria Berenice Dias;
17 – Padre Tiago Theisen;
18 – Wellington Dantas Mangueira Marques;
19 – Yvonne Bezerra de Mello;
16:39
R
5 – Cesare de Florio de La Rocca;
10 – Arcebispo Marcelo Pinto Carvalheira;
15 – Padre Paulo Roberto;
17 – Padre Tiago Theisen;
19 – Yvonne Bezerra de Mello;
1 – Padre Airton Freire de Lima;
2 – Dom Alessio Saccardo;
5 – Cesare de Florio de La Rocca;
5 – Cesare de Florio de La Rocca – é outro voto;
11 – Marcos Dionísio Medeiros Caldas;
12 – Maria Berenice Dias;
15 – Padre Paulo Roberto;
18 – Wellington Dantas Mangueira Marques;
1 – Padre Airton Freire de Lima;
2 – Dom Alessio Saccardo;
5 – Cesare de Florio de La Rocca;
7 – Dom José Azcona Hermoso;
10 – Arcebispo Marcelo Pinto Carvalheira;
5 – Cesare de Florio de La Rocca;
6 – Gleice Francisca Machado;
12 – Maria Berenice Dias;
17 – Padre Tiago Theisen;
18 – Wellington Dantas Mangueira Marques;
5 – Cesare de Florio de La Rocca;
10 – Arcebispo Marcelo Pinto Carvalheira;
19 – Yvonne Bezerra de Mello.
Esses são os votos apurados: 12 Srs. Senadores participaram do processo de eleição.
Vamos proclamar o resultado. Cadê a lista de assinatura? Vamos ver a lista de assinaturas.
Dez.
Alguém aí votou e não assinou. Vamos olhar aqui: Lídice... (Ininteligível.)
Flexa, Lídice, Lasier; Magno não veio, Petecão não veio; Maria do Carmo Alves está aqui; Gladson Cameli esteve; José Medeiros esteve; Vanessa esteve; Randolfe, não; Eduardo Amorim, não; Marcelo Crivella esteve.
(Intervenção fora do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Não, Eduardo esteve. Dez. Não podia ter 12 votos.
Estamos tendo um problema na apuração. Nós lançamos 12 votos e só 10 Senadores assinaram a lista de presença. José Medeiros está aqui; o Capiberibe... Pois é, o Capiberibe não é da Comissão. Ele votou e não podia ter votado. Ele não assinou. A maioria não assinou, embora eu tenha pedido.
16:44
R
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Atenção, Srªs e Srs. Senadores, eu gostaria de fazer uma proposta aos senhores.
Dois Senadores que não fazem parte do Conselho, um chamado Capiberibe e outro chamado Humberto Costa... Eles não são membros do Conselho.
(Intervenção fora do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Veio. Humberto veio e votou.
A SRª LÍDICE DA MATA (Bloco Socialismo e Democracia/PSB - BA) – Mas, olhe, para evitar confusão...
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Senadora Lídice da Mata, permita ao seu companheiro encaminhar o assunto.
Nós já vamos deliberar agora.
Nós temos duas opções: primeira, anular a eleição e fazer outra na semana que vem; a segunda seria admitirmos esses dois como convidados especiais do nosso Conselho e considerarmos os votos.
Opção 1 ou opção 2.
Como vota o Senador Lasier?
A SRª LÍDICE DA MATA (Bloco Socialismo e Democracia/PSB - BA) – Presidente, eu quero fazer uma proposta.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Para encaminhar, a Senadora Lídice da Mata.
A SRª LÍDICE DA MATA (Bloco Socialismo e Democracia/PSB - BA) – Sr. Presidente, eu reconheço que é uma situação sui generis.
No entanto, como eu própria não estarei aqui na próxima semana, sei que será uma semana um pouco esvaziada, porque nós teremos um feriado, eu proporia... Em outros conselhos já aconteceu isso. Então ou nós adiamos para o final ou daríamos como vencidos seis nomes.
No Conselho da Comenda Senador Abdias Nascimento, como houve empate, nós admitimos isso.
Aqui, na verdade, houve empate no segundo lugar e no terceiro lugar, com três nomes. Apenas Cesare está na frente dos outros.
Se não for essa a consideração, eu também concordo em...
O SR. FLEXA RIBEIRO (Bloco Oposição/PSDB - PA) – Já estou a favor.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – V. Exª é a favor de nós acatarmos a apuração dos votos.
O SR. FLEXA RIBEIRO (Bloco Oposição/PSDB - PA) – Sou a favor da proposta da Senadora Lídice.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Senador Lasier.
O SR. LASIER MARTINS (Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Se colocar seis, eu concordo.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Senador Paulo Paim, como vota V. Exª?
O SR. PAULO PAIM (Bloco Apoio Governo/PT - RS) – É uma saída. É uma saída.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – V. Exª encaminha na direção da Senadora Lídice da Mata?
Então vamos proclamar o resultado.
Em primeiro lugar, com oito votos, disparado, Cesare de Florio La Rocca; em segundo lugar, com seis votos, empate entre Maria Berenice Dias e Yvonne Bezerra de Mello; em terceiro lugar, com empate, Gleice Francisca Machado, Padre Paulo Roberto e Wellington Dantas; em quarto lugar...
Fechou.
Então, Cesare de Florio La Rocca, primeiro colocado, oito votos; em segundo lugar, Maria Berenice Dias e Yvonne Bezerra de Mello, com seis votos; em terceiro lugar, com cinco votos, Gleice e Padre Paulo Roberto empatados com Wellington Dantas Marques.
O SR. LASIER MARTINS (Bloco Apoio Governo/PDT - RS) – Aí nós vamos para sete.
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Não, seis.
(Intervenção fora do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Um está em primeiro lugar disparado, dois estão empatados em segundo e três empatados em terceiro. Três, dois, seis. Então são seis.
As Srªs e os Srs. Senadores que concordam permaneçam como estão. (Pausa.)
O SR. PRESIDENTE (Marcelo Crivella. Bloco União e Força/PRB - RJ) – Esta Comissão encaminhará os votos de felicitação e convite para o dia da celebração, que será dia 2 de dezembro, no plenário do Senado Federal.
Muito obrigado a todos.
Está encerrada a reunião.
(Iniciada às 16 horas e 14 minutos, a reunião é encerrada às 16 horas e 44 minutos.)