23/02/2021 - 1ª - Comissão de Assuntos Sociais

Horário Texto com revisão

11:16
R
A SRA. PRESIDENTE (Maria do Carmo Alves. Bloco Parlamentar Vanguarda/DEM - SE. Fala da Presidência.) – Havendo número regimental, declaro aberta a 1ª Reunião, Extraordinária, da Comissão de Assuntos Sociais da 3ª Sessão Legislativa Ordinária da 56ª Legislatura.
A presente reunião tem por finalidade a instalação dos trabalhos e a eleição do Presidente e do Vice-Presidente da Comissão para o biênio 2021/2022.
11:20
R
A reunião será semipresencial, sendo permitida a participação remota das Sras. e dos Srs. Senadores por sistema de videoconferência.
É importante saber se já temos a indicação de bancada. (Pausa.)
Não temos nenhuma...
E indicação de candidatura para a Presidência e indicação, pela Liderança dos partidos, para a Vice-Presidência? (Pausa.)
Tendo sido esta a única chapa... (Pausa.)
O SR. NELSINHO TRAD (PSD - MS. Pela Liderança.) – Sra. Presidente, Senadora Maria do Carmo Alves, o PSD indica o Senador Sérgio Petecão.
A SRA. PRESIDENTE (Maria do Carmo Alves. Bloco Parlamentar Vanguarda/DEM - SE) – E para Vice?
O SR. LUCAS BARRETO (PSD - AP) – Para Vice, nós queremos que as mulheres aqui – a senhora, a Senadora Zenaide e a Senadora Leila – escolham, dentre vocês, uma mulher para Vice.
A Senadora Zenaide Maia acaba de chegar.
O SR. JAYME CAMPOS (Bloco Parlamentar Vanguarda/DEM - MT. Pela Liderança.) – Tem o nosso apoio também – do Democratas –, ilustre e grande Senadora Zenaide.
A SRA. ZENAIDE MAIA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PROS - RN. Fora do microfone.) – Obrigada. (Pausa.)
A SRA. PRESIDENTE (Maria do Carmo Alves. Bloco Parlamentar Vanguarda/DEM - SE) – Tendo em vista a indicação pela Liderança... (Pausa.)
Tendo em vista a indicação, pela Liderança do PSD, do Senador Sérgio Petecão para a Presidência, e a indicação, pela Liderança do PROS, da Senadora Zenaide Maia para a Vice-Presidência, e tendo sido esta a única chapa apresentada até o momento, consulto o Plenário sobre a possibilidade de realizarmos eleição por aclamação.
As Sras. e os Srs. Senadores que concordam com a proposta queiram permanecer como se encontram. (Pausa.)
Aprovada a proposta.
Consulto o Plenário sobre a aprovação da chapa registrada.
As Sras. e os Srs. Senadores que a aprovam queiram permanecer como se encontram. (Pausa.)
Declaro eleitos o Senador Sérgio Petecão para a Presidência e a Senadora Zenaide Maia para a Vice-Presidência da Comissão de Assuntos Sociais.
Convido os Senadores eleitos a ocuparem os seus lugares à mesa e, em seguida, usarem da palavra. (Pausa.)
11:24
R
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Amigos, primeiramente, quero agradecer ao Líder do nosso partido, Senador Nelsinho Trad – obrigado pela indicação – e parabenizar aqui a minha colega Senadora Zenaide por ter aceitado a indicação das mulheres e a nossa querida Leila. Estamos juntos, Zenaide! Vamos trabalhar aqui.
Quero agradecer a todos os Senadores que me deram esse voto de confiança. Vou precisar da ajuda de todos para que, se Deus quiser, nós possamos dar a nossa contribuição à frente desta Comissão tão importante aqui para o nosso Senado. Então, mais uma vez, as minhas palavras são de gratidão aos colegas que estão me dando esta oportunidade. Espero responder à altura através do nosso trabalho.
Obrigado.
Senador Lucas Barreto, do Amapá.
O SR. LUCAS BARRETO (PSD - AP. Pela ordem.) – Senador Sérgio Petecão, eu quero externar aqui a minha solidariedade ao povo do Acre, Estado que V. Exa. representa, neste momento tão difícil em que 13 Municípios estão vivendo uma situação muito complicada. Então, nós queremos nos colocar à disposição – e penso que não só eu, como todos os Senadores – de V. Exa., do povo do Acre para ajudar a superar este momento tão complicado.
Tivemos informações hoje de que também Rio Branco está com previsão de cheia. Então, receba a nossa solidariedade. Pandemia, UTIs lotadas... Penso que tem que haver uma união de todos nós, assim como houve no Amapá, num momento tão difícil que nós vivemos lá também, que foi o apagão, com uma cheia, com a enchente de uma chuva. Ficamos 21 dias sem energia, um caos total e com a pandemia. Lá nós estamos conseguindo avançar, tivemos o apoio realmente do Governo Federal, que nos ajudou a abrir o Hospital Universitário, que funciona como um centro de Covid, e ajudou com equipamentos. O Senador Davi, então Presidente, também foi decisivo nessa resolução do problema da energia lá.
Então, conte com a nossa solidariedade! V. Exa. é um amigo de todos aqui. E queremos deixar registrada essa solidariedade também ao povo do Acre.
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Obrigado, Senador Lucas Barreto.
Hoje o meu Estado passa por uma situação muito difícil, muito difícil mesmo. Nós estamos ali na fronteira com o Amazonas, que teve esse colapso. Rondônia também já colapsou. Nós estamos com surto de dengue; sobre o Covid, lá estamos com 100% dos leitos cheios; e, para acabar de completar, estamos diante da maior enchente que já houve no Estado do Acre. A cidade de Cruzeiro do Sul, que é nosso segundo maior Município, hoje atravessa uma situação muito difícil, como Tarauacá; Rio Branco, a nossa capital, também está com alagação.
11:28
R
E, como se não faltasse nada, esses haitianos que estavam no Brasil resolveram sair todos de uma vez. O Peru fechou a fronteira, e eles estão todos – todos! – refugiados, ilhados na cidade de Assis Brasil, uma cidade pequena, hoje com mais de mil haitianos. É um transtorno só.
O Presidente da República ficou de ir amanhã ao Acre. Com certeza, irá levar alguns benefícios para a nossa população.
A situação lá é muito grave, ou eu não diria grave: é gravíssima a situação do nosso Estado hoje.
Senador Jayme.
O SR. JAYME CAMPOS (Bloco Parlamentar Vanguarda/DEM - MT. Pela ordem.) – Sr. Presidente, prezado amigo Sérgio Petecão, nossa prezada Vice-Presidente, Senadora Zenaide, inicialmente, eu queria cumprimentar V. Exas. pela assunção aos cargos de Presidente e de Vice-Presidente desta Comissão tão importante que é a CAS, CAS esta de que tive a primazia de, no meu primeiro mandato, também ser Presidente dela.
Com certeza, esta é uma Comissão importante, na medida em que particularmente trabalha mais com a área social, com a saúde, com as indicações para as agências reguladoras, e tem um papel preponderante, sobretudo neste momento de crise, nesta pandemia que, lamentavelmente, assola o nosso País – nós tínhamos muita esperança de que pudesse declinar o número de óbitos e de infectados no Brasil, mas, lamentavelmente, a tendência que se percebe agora é que ela está de modo crescente.
Desejo a V. Exas. que façam um trabalho exitoso, sobretudo ouvindo a sociedade brasileira, para que possamos, de fato, aprovar bons projetos de lei e ajudar o Brasil neste exato momento em que precisamos de homens públicos compromissados com a nossa Pátria. O Brasil certamente precisa da união de toda a sociedade, mas particularmente de atitudes, de ações não só daqueles que são do Poder Executivo, mas dos nossos legisladores, que fazem as leis e que fiscalizam as ações do Poder Executivo. Certamente, nessa conjugação de esforços, nós poderemos buscar, com certeza, uma nova perspectiva para o nosso Brasil.
Tenho acompanhado pela imprensa, prezado Senador Petecão, e realmente é quase uma tragédia o que está acontecendo no seu Estado, o Acre. Há inundações em quase todas as cidades, o que, com certeza, irá trazer sérios transtornos, não só na questão da Covid – como V. Exa. bem disse aqui, praticamente 100% dos leitos já estão com ocupação –, mas em outras doenças que virão por conseguinte, até fruto da enchente que chega lá. V. Exa., que é médica, Senadora Zenaide, sabe perfeitamente que atrás disso vem uma série de problemas na questão econômica, na questão social, na questão da segurança, etc.
Espero que o Presidente Bolsonaro, de fato, vá amanhã ao Acre e leve esperança, boas notícias.
A informação que eu tenho é que irá chegar uma medida provisória aqui, de hoje para amanhã, da ordem de R$800 milhões, quase R$1 bilhão, para atender a algumas demandas em relação a esses fatos que estão acontecendo não só no Estado do Acre como em outros Estados da Federação.
Em Mato Grosso, graças a Deus, não está havendo esse problema de enchentes. Temos problemas de estrangulamento das nossas rodovias. Lamentavelmente, não estamos tendo sucesso no escoamento de uma das maiores safras, safra recorde, que vai acontecer no Mato Grosso. Infelizmente, há pouca presença do Governo Federal, particularmente na questão das rodovias, em relação à BR-158, à BR-242, à BR-174 e a outras tantas rodovias que são estradas-tronco que escoam a produção do Mato Grosso.
11:32
R
Dessa forma, eu quero aqui desejar muito sucesso e dizer que, como membro efetivo desta Comissão, estarei presente para discutir assuntos inerentes que competem e cabem a esta Comissão.
Que Deus abençoe V. Exas., tanto o Senador Petecão como a Senadora Zenaide, nesta missão de bem fazer com que esta Comissão funcione em sua plenitude.
Muito obrigado.
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Obrigado, Senador Jayme. Obrigado também pelas palavras de solidariedade. O senhor é um parceiro, irmão, que, com certeza, vai nos ajudar para que nós possamos amenizar o sofrimento daquela população tão querida do meu Estado.
Com a palavra a Senadora Leila.
E, só para informar, temos aqui inscritos, que pediram a palavra remotamente, os Senadores Paulo Rocha e Paulo Paim – são dois Paulos que estão aqui esperando.
A SRA. LEILA BARROS (Bloco Parlamentar Senado Independente/PSB - DF. Pela ordem.) – Bom dia, Sr. Presidente.
Eu serei muito breve.
Cumprimento o senhor e a Senadora Zenaide, Vice-Presidente da CAS. Desejo a ambos sucesso na condução dos trabalhos na CAS, principalmente por ser uma Comissão por que tenho especial carinho, por tratar de questões muito importantes, principalmente na área social, área que já era bastante afetada com a crise econômica, mas que, agora, com a crise sanitária da pandemia... Realmente, nós teremos temas muito delicados para discutir nesta Comissão. Eu desejo a vocês muita sabedoria e muita tranquilidade na condução desses trabalhos.
Eu também quero me solidarizar com o senhor e com toda a população do Estado do Acre por este período difícil, momento difícil: fora a crise sanitária, fora a Covid, há essas inundações aí que estão realmente comprometendo o dia a dia da população. Então, em nome do Distrito Federal, em nome da população do Distrito Federal, nós estamos aqui nos solidarizando. Estamos juntos com o senhor e com todo o Senado na busca de soluções para tentar, da melhor forma possível, mitigar todas as consequências que a inundação está trazendo ao seu Estado.
Mais uma vez, parabéns e sucesso aos dois!
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Eu também agradeço as palavras da nossa querida Senadora Leila. A minha esposa, Leila, é Vice-Prefeita da capital e é Secretária de Ação Social, acumulando... E, sinceramente, eu acho que a mulher tem uma identidade maior com essa área do social. E, no pouco tempo em que estou vendo o trabalho da Marfisa, que é a minha esposa... É um trabalho tão importante, que lida com as famílias, com as pessoas, com as pessoas mais humildes, com as pessoas mais carentes! Eu acho que, através desta Comissão, nós podemos, sim, dar uma contribuição grande para este País. Então, a sua presença – você que é uma Parlamentar aqui atuante, que tem o carinho de todos nós aqui – poderá ajudar, e ajudar muito, junto com a nossa Vice-Presidente... Vou precisar e precisar muito da sensibilidade de vocês. Obrigado, Leila.
A SRA. ZENAIDE MAIA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PROS - RN) – Eu posso falar ou deixo para o fim?
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Vamos ouvir os colegas que estão ali, não é?
A SRA. ZENAIDE MAIA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PROS - RN) – Com certeza.
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – E me deram, pela ordem, o Paulo Rocha... (Pausa.)
Não sei se está em Belém ou está... (Pausa.)
Paim, você está nos ouvindo?
O SR. PAULO PAIM (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - RS. Pela ordem. Por videoconferência.) – Claro! Eu tinha que estar, não é? Numa Comissão como esta, com este Presidente e com esta Vice, eu não me perdoaria se eu não estivesse aqui!
Primeiro, querido Presidente eleito Sérgio Petecão, já em atividade, não há como não deixar aqui... Acho que todo o Congresso ou todo o Brasil está solidário com o Acre, inclusive pelo relato que você fez aí, por essa enchente descomunal.
11:36
R
Olhe, o Rio Grande do Sul já teve enchente, mas nenhuma parecida com essa, pelos relatos que vocês estão dando aí. Então, a primeira coisa é minha solidariedade total ao nosso querido povo do Acre.
Quero dizer, Presidente, que eu já estive com V. Exa. em diversas medidas provisórias importantes, polêmicas e que você sempre mostrou-se aberto ao diálogo, ao bom debate, respeitando as divergências. E isso é muito bom. Por isso, tenho certeza de que você, mais uma vez, fará um grande mandato como Presidente desta importante Comissão de Assuntos Sociais, num momento tão delicado como este.
Já aproveito para cumprimentar nossa Vice, a querida Senadora Zenaide Maia, que, embora não fosse nem Presidente nem Vice, foi, a bem dizer, meus braços direito e esquerdo lá na Comissão de Direitos Humanos. E, agora aí, podes ter certeza, Petecão, de que tu vais ter uma mulher guerreira, companheira, que faz o bom debate qualificado e que vai nos ajudar muito nesta Comissão, pela importância que ela tem.
Eu quero também cumprimentar, neste momento, o nosso ex-Presidente Romário, que saiu agora, pelo trabalho brilhante que também fez – um grande trabalho, merece aqui nossas palmas –, e o Styvenson, que foi o Vice.
Eu termino esta minha saudação rápida aqui, porque há outras Comissões esperando para votação e posse.
Claro que este é um momento muito difícil da conjuntura: a dificuldade é enorme, o desemprego é assustador – já se fala que pode chegar a 20 milhões de pessoas devido à pandemia. E os assuntos sociais virão todos para nossa Comissão: emprego, renda, as questões outras voltadas principalmente para as áreas em que eu atuo muito também, que é o movimento social, as pessoas com deficiência e as questões trabalhistas. Aqui é o fórum em que nós vamos fazer esse grande debate, sempre numa política de aliança, como já fizemos historicamente, com as outras Comissões que tratam também desse tema.
Eu encerro, porque eu sei que outros querem falar.
Meus parabéns a todos! Excelente, mas excelente mesmo!
Eu quero só também cumprimentar quem abriu a Comissão, a nossa querida Senadora Maria do Carmo – abriu lá a Comissão de Educação e correu para cá para abrir esta Comissão. Em todas, estamos votando por unanimidade, mostrando que todos nós estamos aí para fazer o bem sem olhar a quem.
Parabéns a vocês!
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Paim, nós é que agradecemos a sua participação aqui, nesta abertura dos trabalhos, nesta posse aqui minha e da Zenaide. Sou muito grato pelas suas palavras, você que é, eu diria, o nosso patrono aqui. Paim já está no terceiro mandato, eu estou no segundo mandato, mas aprendi muito com o Paim aqui. Na CDH, ele é o nosso mestre, ele é quem, no momento mais difícil, sempre traz o acordo, sempre traz a paz. Naqueles debates mais calorosos, o Paim sempre chega trazendo uma boa decisão para todos. Então, Paim, muito obrigado.
Eu conversava aqui com a Zenaide, com a nossa Senadora querida, e ela dizia assim: "Petecão, é pior a seca ou a enchente?". Ela está lá no Rio Grande do Norte, e lá é a seca, e lá no Acre é a enchente. Eu digo: "Zenaide, eu não sei". Confesso que eu não sei, eu sei é que a enchente é muito ruim, mas a seca... Eu não sei, sinceramente eu não sei. Vou passar a observar isso, Zenaide.
Paim, obrigado mesmo, querido, de coração. Vamos precisar muito de você. Um abraço. Estou com saudades de você. Tomara que esta pandemia acabe logo para a gente poder se abraçar de novo. Valeu, Paim!
O SR. PAULO PAIM (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - RS. Por videoconferência.) – Valeu!
11:40
R
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Vamos ouvir aqui a nossa querida Vice, Senadora Zenaide.
A SRA. ZENAIDE MAIA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PROS - RN. Pela ordem.) – Eu quero aqui cumprimentar o nosso Presidente Sérgio Petecão, já me solidarizando com a situação do povo do Acre e também dizendo à Marfiza Galvão...
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC. Fora do microfone.) – Galvão há no Rio Grande do Norte, não há?
A SRA. ZENAIDE MAIA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PROS - RN) – Há, muito.
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC. Fora do microfone.) – A família dela é de lá.
(Intervenção fora do microfone.)
A SRA. ZENAIDE MAIA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PROS - RN) – Uma família do Rio Grande do Norte é grande.
Eu diria o seguinte: a seca e a enchente não são boas, mas a seca ainda leva uma vantagem sobre as grandes enchentes, porque, na seca, as pessoas não perdem suas residências nem perdem seus animais de estimação. Agora, se tivesse que escolher, nem seca, nem chuva demais.
Mas digo à Marfiza que eu estou solidária – nós, mulheres aqui, a Leila – com ela, porque as mulheres têm esse olhar diferenciado muitas vezes, e, na maioria das vezes, elas precisam mostrar uma eficiência maior do que se fosse um homem naquela mesma pasta, ocupando aquele mesmo cargo.
Mas quero aqui agradecer o voto de confiança das mulheres aqui, da Maria do Carmo e da Leila, e também do Lucas Barreto, gente, que eu não sabia que estava... Quer dizer, eu fui indicada, na hora escolheram, o Otto Alencar, o Jayme Campos, e assumi aqui um compromisso, independentemente de ser a Vice-Presidente ou não, como o Paulo Paim falou.
Sérgio Petecão, nós vamos trabalhar juntos. Não tenha dúvida de que eu vou ajudar com os conhecimentos que eu tenho, como médica de formação, mas com esse olhar diferenciado para o social.
Obrigada a cada um dos colegas. Vamos trabalhar, sim, pela assistência social e pela saúde da maioria. Eu digo que quem está lá, na ponta, como é o caso de sua esposa, é que está vendo que os números se transformam em seres humanos na sua frente, pedindo para salvar sua família, seu esposo. É assim que eu digo, porque, muitas vezes, aqui, a gente se distancia, passa a ser percentagem de tanta percentagem, e, na prefeitura, aquela percentagem, aquela cifra se transforma num ser humano que lhe pede socorro, muitas vezes, para salvar o filho, a esposa, a mãe ou a avó.
Então, muito grata a cada um de vocês e vou trabalhar muito! Só aumenta a responsabilidade.
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – O que a nossa querida Senadora Zenaide falou é a pura verdade. A gente fala muito do Estado, mas as pessoas moram é nos Municípios. É lá que as coisas acontecem.
Lá no Acre, agora, nós estamos passando por esse momento de dificuldade e vemos a importância de uma secretaria de assuntos sociais, vemos a importância de um Prefeito que se dedica. O Prefeito da nossa capital está fazendo um trabalho de receber esse pessoal que está sendo atingido – lá nós chamamos de alagação – pelas enchentes, um trabalho maravilhoso, mas tudo o que se fizer para essas pessoas ainda é pouco. Ainda é pouco porque não há quem queira sair da sua casa, principalmente quando você sai em uma condição praticamente de expulso e deixa tudo para trás. Então, é um momento de muita dificuldade, mas, se Deus quiser, nós vamos vencer.
Pediu aqui a palavra também o nosso querido Senador Flávio Arns.
Eu não sei se ele está aqui, na nossa Casa.
O SR. FLÁVIO ARNS (Bloco Parlamentar PODEMOS/PSDB/PSL/PODEMOS - PR. Pela ordem. Por videoconferência.) – Eu estou aqui também. Eu quero cumprimentar todos e todas vocês, colegas da CAS (Comissão de Assuntos Sociais), você, Sérgio Petecão, como Presidente agora. Cumprimento a Senadora Zenaide Maia, grande amiga, grande idealista, entusiasta, Vice-Presidente.
11:44
R
Eu quero me colocar à disposição. É uma Comissão da mais alta importância – assistência, saúde, trabalho, previdência –, muito relacionada a tudo o que vem acontecendo no querido Estado do Acre, com uma população que precisa de apoio em todos os sentidos – e sou solidário, Sérgio, com todo o Estado, com todas as pessoas do Acre. Vemos pela televisão as imagens e ficamos consternados mesmo com o drama que dezenas de milhares de pessoas vêm enfrentando no seu Estado, seu Estado natal. A gente fica à disposição.
Quero cumprimentar o Romário e o Styvenson, que foram respectivamente Presidente e Vice-Presidente nos dois primeiros anos.
É uma Comissão essencial e, inclusive, muito relacionada à PEC chamada PEC Emergencial, na qual, infelizmente, se está tentando tirar o piso da saúde num momento de pandemia, de dificuldade, assim como o piso da educação. Quer dizer, estão querendo acabar com o Fundeb, que aprovamos, inclusive, com o voto do amigo Sérgio, da amiga Zenaide e do Paulo Paim há poucos dias. Agora querem acabar com o Fundeb, que é uma subvinculação da vinculação da educação! Mas acabar com o recurso mínimo da saúde... Quer dizer, querem colocar junto com a educação, somar os dois. Nós temos que pensar, como foi dito, no auxílio emergencial, que é essencial, importante, temos que achar caminhos e soluções, mas não acabando com aquilo que é essencial para o Brasil, acabando com a educação. Ora, aí acabam com tudo, não há mais prioridade!
Então, Sérgio Petecão, Zenaide, amigos da Comissão, Senadora Nilda também, contem com a gente, estamos juntos, queremos o melhor, vamos conversar, dialogar, construir para o Brasil.
Abração! Sucesso!
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Senador, agradeço por suas palavras e o faço também em nome da nossa querida Zenaide – conversava aqui com ela, e ela falava exatamente da sua sensibilidade, da sua competência.
O senhor já levanta um tema aqui que vai estar na ordem do dia. Eu acompanhei pela imprensa essa proposta do Governo de vincular a liberação do auxílio a esse corte na educação e na saúde. Isso é de uma gravidade...
E esta Comissão vai cumprir um papel importante. A Senadora Zenaide já conversava comigo aqui preocupada com essa situação. Isso leva todo o Senado a uma reflexão para que possamos encontrar caminhos, mas nós não podemos sacrificar a saúde, principalmente neste momento que o País está enfrentando, e a educação, que é o futuro deste País. Então, é um tema que, com certeza, vai nos cobrar uma reflexão e um diálogo muito franco e muito aberto com as autoridades do Executivo. Tenho fé em Deus de que poderemos encontrar o melhor caminho.
11:48
R
Então, nós agradecemos, Senador Flávio Arns, e vamos precisar muito, muito, muito da sua competência, da sua sensibilidade, que sempre têm ajudado esta Comissão. Nós temos aqui, nós estamos diante um grande desafio. Nós tivemos a Presidência do Romário e do Styvenson. O Styvenson é do Rio Grande do Norte – não é isso, Zenaide? –, mas é acriano, sabia? O Styvenson é acriano, é um irmão nosso de lá do Acre. Mas obrigado, obrigado, Senador Flávio.
Não temos mais nenhum orador.
Agradeço mais uma vez e também o faço em nome da nossa Vice, Senadora Zenaide. A partir de hoje, nós queremos a ajuda da nossa assessoria, precisaremos muito dela, essa assessoria competentíssima que o nosso Senado tem, para que nós, se Deus quiser, possamos dar a nossa parcela de contribuição ao Senado e, consequentemente, ao nosso País.
A SRA. NILDA GONDIM (Bloco Parlamentar Unidos pelo Brasil/MDB - PB. Por videoconferência.) – Permita-me.
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Oi, Senadora Nilda, fique à vontade. Fique à vontade!
A SRA. NILDA GONDIM (Bloco Parlamentar Unidos pelo Brasil/MDB - PB. Por videoconferência.) – Olá, Senador.
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Fique à vontade!
A SRA. NILDA GONDIM (Bloco Parlamentar Unidos pelo Brasil/MDB - PB. Pela ordem. Por videoconferência.) – Eu quero cumprimentar o nosso Senador Petecão; cumprimentar a nossa companheira Zenaide, as demais companheiras e os demais companheiros por participarem desta grande Comissão, uma comissão que abrange tantos assuntos sociais, uma comissão que vai ter um olhar direcionado para a saúde, para a educação, para todos, para as minorias. E para mim é uma felicidade ímpar participar com vocês e me prestar a participar efetivamente, com o meu trabalho, junto com vocês. É essa minha alegria. Parabéns a vocês!
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – Senadora Nilda Gondim, é um prazer grande também ter a sua participação aqui na abertura dos trabalhos. A senhora é mãe do nosso colega Senador Veneziano. Não é isso, Senadora?
A SRA. NILDA GONDIM (Bloco Parlamentar Unidos pelo Brasil/MDB - PB. Por videoconferência.) – Com certeza!
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – É um prazer muito grande; todos nós temos um carinho muito grande.
(Intervenção fora do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – E é o nosso Vice-Presidente o Senador Veneziano.
Então, quero dizer para a senhora que vai ser um prazer trabalhar com a senhora, aqui nesta Comissão. E vamos precisar, e precisar muito, também da sua experiência.
A senhora quer fazer uma saudação? (Pausa.)
A nossa Vice, a Senadora Zenaide, quer fazer uma saudação especial à senhora.
A SRA. NILDA GONDIM (Bloco Parlamentar Unidos pelo Brasil/MDB - PB. Por videoconferência.) – Obrigada, Zenaide.
A SRA. ZENAIDE MAIA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PROS - RN. Pela ordem.) – Quero dar as boas-vindas a mais uma mulher nordestina, da Paraíba, nossa vizinha, mãe do nosso Senador Veneziano, 1º Vice-Presidente da Casa, e dizer que seja bem-vinda! Fico feliz que esteja nesta Comissão; vai nos ajudar muito, aqui, com certeza. Um abração aí!
A SRA. NILDA GONDIM (Bloco Parlamentar Unidos pelo Brasil/MDB - PB. Pela ordem. Por videoconferência.) – Muito obrigada.
Eu me sinto à vontade nesta Comissão, de que eu participei também como Deputada Federal; fui partícipe desta Comissão, porque eu acho que esta Comissão é abrangente, com tudo aquilo que a gente precisa olhar: para as minorias, para a saúde, para a educação. E eu me sinto feliz de estar aí com vocês.
Obrigada.
O SR. PRESIDENTE (Sérgio Petecão. PSD - AC) – O.k. Obrigado, Senadora.
Não havendo mais nenhum Senador inscrito, declaro encerrada esta reunião da nossa Comissão de Assuntos Sociais.
Muito obrigado.
(Iniciada às 11 horas e 19 minutos, a reunião é encerrada às 11 horas e 52 minutos.)