Discurso durante a Sessão Não Deliberativa, no Senado Federal

Importância da aprovação do Orçamento. (como lider)

Autor
Romero Jucá (PSDB - Partido da Social Democracia Brasileira/RR)
Nome completo: Romero Jucá Filho
Casa
Senado Federal
Tipo
Discurso
Resumo por assunto
ORÇAMENTO. POLITICA INTERNACIONAL. GOVERNO FEDERAL, ATUAÇÃO.:
  • Importância da aprovação do Orçamento. (como lider)
Publicação
Publicação no DSF de 27/12/2001 - Página 32243
Assunto
Outros > ORÇAMENTO. POLITICA INTERNACIONAL. GOVERNO FEDERAL, ATUAÇÃO.
Indexação
  • COMENTARIO, IMPORTANCIA, PRESENÇA, SENADOR, DEPUTADO FEDERAL, VOTAÇÃO, APROVAÇÃO, ORÇAMENTO.
  • COMENTARIO, CRISE, ECONOMIA, PAIS ESTRANGEIRO, ARGENTINA, COMPARAÇÃO, BRASIL, NIVEL, ESCOLARIDADE, RENDA PER CAPITA.
  • REGISTRO, EFICACIA, ATUAÇÃO, GOVERNO, OBTENÇÃO, ESTABILIDADE, GARANTIA, DESENVOLVIMENTO ECONOMICO, BRASIL.

  SENADO FEDERAL SF -

SECRETARIA-GERAL DA MESA

SUBSECRETARIA DE TAQUIGRAFIA 


            O SR. ROMERO JUCÁ (Bloco/PSDB - RR. Como Líder. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, serei rápido, até para que o Senador Eduardo Suplicy possa também usar da palavra. Gostaria de fazer um registro, um apelo e uma constatação.

            Registro a importância da presença de Senadores e Deputados hoje, em Brasília, discutindo e votando o Orçamento. Sem dúvida alguma, os membros da Comissão de Orçamento se fizeram presentes com responsabilidade e empenho. Se Deus quiser, vamos votar a proposta orçamentária até o final da semana.

            O apelo é exatamente no sentido de que possam todos os Partidos, unidos, votar e aprovar o Orçamento para o ano de 2002, dando demonstração de que o Brasil segue no caminho da harmonia, da responsabilidade fiscal, da serenidade e da democracia.

            Não ouvi o discurso do Senador José Alencar, portanto não teria condições de rebater algumas questões, como S. Exª disse, mas, em relação ao que ouvi, que diz respeito à alta dos juros, quero dizer que, sem dúvida alguma, temos que baixar os juros no Brasil. Agora, a constatação é que, apesar dos juros altos, um remédio amargo que às vezes tem que ser aplicado, temos que nos orgulhar da política fiscal, da política de contenção de gastos, enfim, do encaminhamento dado ao País nessa questão da administração financeira. Está a Argentina vivendo as dificuldades que estamos vendo. Mas, se formos comparar aquele país com o Brasil, veremos um nível de escolaridade mais alto na Argentina, assim como uma renda per capita maior, enfim, alguns indicadores mais fortes naquele Estado. No entanto, infelizmente, uma condução equivocada da área econômica levou o país a esta situação.

            No Brasil, não. O sentido foi inverso. Apesar das turbulências, todos os setores econômicos da comunidade internacional têm feito a leitura correta da estabilidade brasileira e do caminho firme que o Brasil está seguindo. Portanto, quero fazer essa constatação, registrando as posições, às vezes duras, mas necessárias, da equipe econômica do Governo, para fazer os ajustes que estão levando o País a um caminho de estabilização e, sem dúvida nenhuma, depois da estabilização, a um caminho de desenvolvimento, que trará o crescimento econômico nos índices que todos queremos e pelos quais lutamos.

            Muito obrigado, Srª Presidente.


            Modelo16/12/249:34



Este texto não substitui o publicado no DSF de 27/12/2001 - Página 32243