Discurso durante a 240ª Sessão Deliberativa Ordinária, no Senado Federal

Comemoração do vigésimo quinto aniversário do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar - DIAP.

Autor
Heráclito Fortes (DEM - Democratas/PI)
Nome completo: Heráclito de Sousa Fortes
Casa
Senado Federal
Tipo
Discurso
Resumo por assunto
HOMENAGEM.:
  • Comemoração do vigésimo quinto aniversário do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar - DIAP.
Publicação
Publicação no DSF de 17/12/2008 - Página 52490
Assunto
Outros > HOMENAGEM.
Indexação
  • HOMENAGEM, ANIVERSARIO DE FUNDAÇÃO, DEPARTAMENTO, ENTIDADES SINDICAIS, ASSESSORIA LEGISLATIVA, ELOGIO, EFICACIA, ATUAÇÃO, PRESIDENTE, COMISSÃO PARLAMENTAR DE INQUERITO (CPI), ORGANIZAÇÃO NÃO-GOVERNAMENTAL (ONG), NECESSIDADE, UTILIZAÇÃO, EXPERIENCIA, PREVENÇÃO, CORRUPÇÃO.

  SENADO FEDERAL SF -

SECRETARIA-GERAL DA MESA

SUBSECRETARIA DE TAQUIGRAFIA 


O SR. HERÁCLITO FORTES (DEM - PI. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, abreviarei, não me dirigindo especificamente à Mesa, mas, de um modo geral, à família que faz o Diap, que hoje comemora 25 anos.

Vejam os senhores o preço que se paga pela gentileza: eu inverti minha posição com o Cristovam. Ele falou na minha frente e tomou o meu discurso. A culpa é minha.

O meu tema e o meu ponto eram exatamente o Diap como exemplo de ONG, eu que presido uma Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga atividades das ONGs no Brasil. Seria bom que as ONGs no Brasil seguissem exatamente a transparência que o Diap segue, porque aí, meu caro Cristovam, talvez não houvesse necessidade sequer de CPIs porque o objetivo dessa que foi proposta, e o Presidente Alvaro Dias é uma das figuras de proa, é exatamente separar o joio do trigo. Evitar que no Brasil as ONGs de péssima qualidade e de objetivo duvidoso prejudiquem aquelas que realmente ocupam essa fantástica opção que temos hoje de fortalecimento do terceiro setor.

Meu caro Presidente, quero crer que, para cada um dos que falaram e que me antecederam, havia uma certa dificuldade de se falar nesta sessão, por um motivo muito simples: somos julgados diuturnamente aqui pelo Diap pelas nossas atividades, atividades de tribuna, atividades de bastidor, atividades de articulação. Sabe muito bem o Paulo Paim o que é isso.

E é evidente que estamos falando para um colégio eleitoral. Nós estamos falando exatamente para quem julga a atividade parlamentar. Daí porque, atendendo a um apelo de V. Exª, eu não quero me alongar. Quero apenas marcar minha digital nesta sessão e dizer que espero, com toda a certeza, comemorar os cinqüenta anos do Diap nesta mesma sala e ele continuando a ser um exemplo de boa ONG para o Brasil.

Muito obrigado. (Palmas.)


Modelo1 7/12/2410:44



Este texto não substitui o publicado no DSF de 17/12/2008 - Página 52490