Discurso durante a 137ª Sessão Deliberativa Ordinária, no Senado Federal

Registro da aprovação pela Comissão de Assuntos Econômicos de empréstimos para diversos Estados da federação, em especial para o Estado do Mato Grosso do Sul, os quais serão aplicados em infraestrutura e gestão.

Autor
Delcídio do Amaral (PT - Partido dos Trabalhadores/MS)
Nome completo: Delcídio do Amaral Gomez
Casa
Senado Federal
Tipo
Discurso
Resumo por assunto
DESENVOLVIMENTO REGIONAL. SENADO.:
  • Registro da aprovação pela Comissão de Assuntos Econômicos de empréstimos para diversos Estados da federação, em especial para o Estado do Mato Grosso do Sul, os quais serão aplicados em infraestrutura e gestão.
Publicação
Publicação no DSF de 05/08/2010 - Página 39932
Assunto
Outros > DESENVOLVIMENTO REGIONAL. SENADO.
Indexação
  • REGISTRO, APROVAÇÃO, COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONOMICOS, EMPRESTIMO, DIVERSIDADE, ESTADOS, ESPECIFICAÇÃO, DADOS, RECURSOS, BANCO INTERNACIONAL DE RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO (BIRD), BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO (BID), ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL (MS), ELOGIO, FINANCIAMENTO, FACILIDADE, PAGAMENTO, INFERIORIDADE, JUROS, PRIORIDADE, INVESTIMENTO, MELHORIA, INFRAESTRUTURA, ATENDIMENTO, CRESCIMENTO, DEMANDA, DIVERSIFICAÇÃO, PRODUÇÃO.
  • AGRADECIMENTO, LUIZ INACIO LULA DA SILVA, PRESIDENTE DA REPUBLICA, AGILIZAÇÃO, EMPRESTIMO, ELOGIO, CONDUTA, ISENÇÃO, POLITICA PARTIDARIA, SAUDAÇÃO, APOIO, SENADOR, BANCADA, ASSEMBLEIA LEGISLATIVA, GOVERNO ESTADUAL, GARANTIA, DESENVOLVIMENTO, ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL (MS).
  • SAUDAÇÃO, PRESENÇA, SENADO, VEREADOR, ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL (MS).

                          SENADO FEDERAL SF -

            SECRETARIA-GERAL DA MESA

            SUBSECRETARIA DE TAQUIGRAFIA 


            O SR. DELCÍDIO AMARAL (Bloco/PT - MS. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, eu não poderia deixar, Senador Augusto Botelho, de vir a esta tribuna fazer o registro da reunião da Comissão de Assuntos Econômicos ocorrida ontem. E naquela reunião, eu substituí, com muita honra, o Senador Garibaldi Alves, que está licenciado.

            Ontem foi um dia muito importante, porque o Senado, mesmo nesse período de eleições, está trabalhando a todo vapor. Votamos muitas matérias importantes na Comissão de Assuntos Econômicos, como também votamos muitas matérias importantes aqui, no plenário do Senado - medidas provisórias, PECs e especialmente os empréstimos, empréstimos esses que foram votados na Comissão de Assuntos Econômicos.

            Eu não poderia deixar de registrar, Presidente Senador Mão Santa - Senador respeitado em todo o País, popular, querido pela nossa gente -, os empréstimos que foram aprovados ontem. Nós, no meio de uma eleição, aprovando empréstimos para vários Estados, para Capitais, independentemente de partido, mais do que nunca olhando as necessidades de cada cidade, de cada Estado, as necessidades do País.

            É importante registrar isso, Sr. Presidente, porque, mesmo havendo esse embate na eleição, Prefeitos, Governadores, da base aliada ou de oposição, tiveram, pelo Governo do Presidente Lula, encaminhados esse projetos, encaminhados esses empréstimos.

            Para V. Exª ter uma ideia, ontem, só o Rio de Janeiro recebeu mais de US$1 bilhão de investimentos, e o próprio Prefeito Eduardo Paes esteve aqui presente conosco; o Ceará recebeu US$150 milhões, também para investimentos; e São Paulo, extremamente bem aquinhoado, com investimentos na recuperação de estradas vicinais, saneamento, infraestrutura. E eu não poderia deixar de destacar aqui os empréstimos aprovados ontem para Mato Grosso do Sul: US$300 milhões do Bird, principalmente para investimentos na infraestrutura do Estado.

            Mato Grosso do Sul é um Estado produtor, é um Estado com um empresariado competente, com produtores rurais eficientes, um Estado, hoje, diversificado economicamente, um Estado, sob ponto de vista de América do Sul, que está numa posição estratégica porque é vizinho dos principais Estados brasileiros e também vizinho dos países que fazem fronteira conosco e nos permitem um acesso ao Pacífico também.

            O nosso grande desafio é a logística, e esses US$300 milhões, meu caro Presidente, Senadores e Senadoras, vêm ao encontro de um anseio da nossa gente, do nosso povo: vencer o desafio da infraestrutura. São obras que atingem todas as regiões do nosso Estado e especialmente a nossa Capital, Campo Grande.

            É importante destacar que, independentemente do enfrentamento que temos hoje em Mato Grosso do Sul - o Governador André Puccinelli concorrendo à reeleição e o ex-Governador Zeca do PT disputando a eleição com o atual Governador -, o Governo do Presidente Lula se fazendo presente, acelerando a tramitação desses empréstimos e trazendo, mais do que nunca, benefícios para o nosso povo, benefícios para o Mato Grosso do Sul, não olhando partidos, não olhando se Governadores, Prefeitos fizeram oposição ou não, mas, acima de tudo, compromissado com os cidadãos e cidadãs sul-mato-grossenses.

            E é importante registrar, Sr. Presidente, outro financiamento, que é do BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento, de US$12 milhões, principalmente para investir na gestão, na eficiência da gestão, para que a máquina pública seja bem utilizada e seja eficiente.

            Eu não poderia, Sr. Presidente, deixar de destacar as condições desses empréstimos, com carências extremamente favoráveis, com tempo de pagamento, com prazo de amortização compatível com o fluxo de caixa do Estado e com taxas de juros absolutamente competitivas e incomparáveis se nós olharmos as taxas de juros praticadas aqui no País.

            Portanto, esses recursos vêm num momento especialíssimo para Mato Grosso do Sul. E nós temos que saudar isso. Esse é o resultado, mais do que nunca, do esforço da Bancada de Mato Grosso do Sul, do Governo do Estado, dos Secretários, da Assembléia Legislativa e, acima de tudo, uma vitória da população, que cobra de todos nós uma atuação consistente, firme no sentido de levar o progresso para o nosso Estado, principalmente levando recursos que vão atender a nossa logística. E esses, somados aos programas sociais, principalmente os do Governo do Presidente Lula, e aos investimentos que recebemos via emendas individuais e de Bancada, vão efetivamente transformar Mato Grosso do Sul em um Estado cada vez melhor para se viver.

            E, isso é importante, Sr. Presidente: com a diversificação econômica, há vários investimentos privados. A economia do nosso Estado está se diversificando: é a pecuária, da agricultura, do agronegócio, da agregação de valor, da mineração, da metalurgia, do turismo, da floresta certificada, da produção de papel e celulose, do gás natural, da fábrica de fertilizantes, do polo têxtil. Enfim, é um novo Estado e um Estado que precisa, mais do que nunca, de investimentos.

            Por isso, Sr. Presidente, eu não poderia deixar de aqui registrar essa grande vitória de todos nós sul-mato-grossenses e, ao mesmo tempo, agradecer ao apoio de todos os Senadores e Senadoras que votaram conosco não só na Comissão de Assuntos Econômicos, mas também aqui no plenário do Senado Federal, principalmente com vistas a garantir o desenvolvimento, o progresso e um futuro melhor para nossa gente.

            E aproveito para cumprimentar também o Vereador Robalinho, aqui presente, da nossa querida cidade de Paranaíba, que nos brinda com a sua presença aqui no plenário do Senado.

            Meu caro Presidente, muito obrigado pela oportunidade que V. Exª me dá de falar aqui e agradecer, mais uma vez, o Presidente Lula, os Senadores, a Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a Bancada, enfim, todos aqueles que trabalharam, o Governo do Estado e seus Secretários, todos aqueles que, independentemente de partido, trabalharam pelo futuro da nossa gente, a gente valorosa de Mato Grosso do Sul.

            Muito obrigado.


Modelo1 5/20/248:40



Este texto não substitui o publicado no DSF de 05/08/2010 - Página 39932