Discurso durante a 161ª Sessão Não Deliberativa, no Senado Federal

Congratulação ao Ministério da Educação que, referendando o que decidiu o Conselho Nacional de Educação, determinou que, para serem classificadas como universidade, as instituições de ensino superior devem oferecer dois cursos de doutorado e quatro cursos de mestrado.

Autor
Belini Meurer (PT - Partido dos Trabalhadores/SC)
Nome completo: Belini Meurer
Casa
Senado Federal
Tipo
Discurso
Resumo por assunto
ENSINO SUPERIOR.:
  • Congratulação ao Ministério da Educação que, referendando o que decidiu o Conselho Nacional de Educação, determinou que, para serem classificadas como universidade, as instituições de ensino superior devem oferecer dois cursos de doutorado e quatro cursos de mestrado.
Publicação
Publicação no DSF de 06/10/2010 - Página 46424
Assunto
Outros > ENSINO SUPERIOR.
Indexação
  • CONGRATULAÇÕES, MINISTERIO DA EDUCAÇÃO (MEC), DETERMINAÇÃO, CONSELHO NACIONAL, EDUCAÇÃO, ALTERAÇÃO, NORMAS, CLASSIFICAÇÃO, ESTABELECIMENTO DE ENSINO, QUALIDADE, UNIVERSIDADE, EXIGENCIA, OFERECIMENTO, CURSO DE DOUTORADO, CURSO DE MESTRADO, IMPORTANCIA, GARANTIA, PESQUISA CIENTIFICA, MELHORIA, FORMAÇÃO, ESPECIALISTA.

                          SENADO FEDERAL SF -

            SECRETARIA-GERAL DA MESA

            SUBSECRETARIA DE TAQUIGRAFIA 


            O SR. BELINI MEURER (Bloco/PT - SC. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Srs. Senadores, venho mais uma vez a esta tribuna, e desta vez para parabenizar o Ministério da Educação, que tomou uma atitude rigorosa, corajosa, que precisava ser tomada já há muito tempo. Na verdade, está referendando as decisões tomadas pelo Conselho Nacional de Educação.

            O Conselho Nacional de Educação, Senador Suplicy, tomou algumas medidas importantes para a educação no Brasil. Há muito tempo as universidades eram criadas sem quaisquer condições. Qualquer instituição de ensino superior era transformada em universidade sem qualquer condição de ser universidade e, muitas vezes, um professor com apenas a titulação de graduado numa determinada área estava lecionando para os seus iguais. Na verdade, a pessoa saía do curso superior e, em seguida, já começava a lecionar para os seus, da mesma forma. E isso era muito difícil.

            O que acabou acontecendo é que, hoje, o Ministro da Educação está assinando uma nova regra para as universidades. As universidades têm até 2016 para se adequarem. Elas precisarão ter dois cursos de doutorado e quatro cursos de mestrado se quiserem continuar na condição de universidade. Se elas não tiverem dois cursos de doutorado e quatro de mestrado, elas perderão essa classificação de universidade; poderão ser rebaixadas à condição de faculdade ou de centro universitário.

            A grande importância disso é que, nos governos anteriores, houve um desleixo, para dizer pouco, com o sistema universitário, Senador Cavalcanti. Era possível criar uma universidade sem condições de ser. Por isso, pelo Brasil inteiro, começaram a criar universidades sem quaisquer condições. Isso é ruim, porque tenho para mim que a universidade é o centro de excelência de uma sociedade. Se nós não tivermos universidades com condições, qualidade, universidades que tenham como ponto principal a pesquisa e a extensão para se aliar ao ensino, não teremos uma educação de qualidade.

            Aliás, precisamos começar, Senadora Níura, a investir nas universidades se quisermos ter uma universidade, se quisermos ter uma sociedade melhor para daqui a alguns anos. O melhor médico é aquele que passou por uma boa universidade, o melhor advogado é aquele que passou por uma boa universidade, o melhor engenheiro, o melhor professor e o melhor político passaram por boas universidades.

            Então, se queremos ter condições, qualidade para o nosso povo, precisamos prezar pela educação universitária. Isso é de extrema importância. Claro, eu acredito que é preciso também que se dê condições a esses professores. Não adianta agora o Ministério da Educação fazer essas exigências em todas as universidades se os professores dessas universidades todas também não tiverem condições de fazer pesquisa, de fazer extensão para poder dar qualidade ao seu ensino. É preciso que haja bons salários; é preciso que os professores tenham condições efetivas de trabalho.

            Eu acredito que, se nós pensarmos dessa forma, nós teremos uma educação de mais qualidade e, tendo uma educação de mais qualidade, estaremos investindo na sociedade como um todo.

            Então, eu quero parabenizar o Ministério da Educação por essa atitude. É claro que já se levantam vozes contrárias. Eu tenho medo do lobby das universidades privadas, que vão trabalhar contra essas medidas. Mas acredito que é importante, que é necessário investir na universidade. Se nós não investirmos na universidade, não dermos condições para que professores tenham pesquisa de qualidade, que tenham extensão de qualidade, se nós não fizermos isso, se a sociedade não investir na sua universidade, não precisamos pensar em mais nada.

            Aliás, nos últimos tempos, foi grande o número de universidades criadas. Foi grande! Uma coisa meio solta. Criavam-se e ainda se criam. É preciso que alguém proíba esse crescimento meio solto, perdido, de universidades em todos os pontos.

            Espero e torço para que essas medidas deem certo. Espero que elas contribuam para que nós tenhamos universidades de mais qualidade daqui para frente, Sr. Presidente.

            Muito obrigado.


Modelo1 7/19/2412:41



Este texto não substitui o publicado no DSF de 06/10/2010 - Página 46424