Discurso durante a 68ª Sessão Não Deliberativa, no Senado Federal

Considerações sobre o progresso do Estado de Roraima, governado pelo PSDB, estado que mais cresceu na Amazônia, conforme dados do IBGE.

Autor
Marisa Serrano (PSDB - Partido da Social Democracia Brasileira/MS)
Nome completo: Marisa Joaquina Monteiro Serrano
Casa
Senado Federal
Tipo
Discurso
Resumo por assunto
ESTADO DE RONDONIA (RO), GOVERNO ESTADUAL.:
  • Considerações sobre o progresso do Estado de Roraima, governado pelo PSDB, estado que mais cresceu na Amazônia, conforme dados do IBGE.
Publicação
Publicação no DSF de 10/05/2011 - Página 14718
Assunto
Outros > ESTADO DE RONDONIA (RO), GOVERNO ESTADUAL.
Indexação
  • ELOGIO, ATUAÇÃO, GOVERNO ESTADUAL, ESTADO DE RONDONIA (RO), PARTIDO POLITICO, PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA (PSDB), INVESTIMENTO, SANEAMENTO BASICO, SAUDE, EDUCAÇÃO, AMPLIAÇÃO, ACESSO, ENERGIA ELETRICA, EXPANSÃO, RODOVIA, PROMOÇÃO, SUPERIORIDADE, CRESCIMENTO ECONOMICO, MANUTENÇÃO, PRESERVAÇÃO, MEIO AMBIENTE.

                          SENADO FEDERAL SF -

            SECRETARIA-GERAL DA MESA

            SUBSECRETARIA DE TAQUIGRAFIA 


            A SRª MARISA SERRANO (Bloco/PSDB - MS. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão da oradora.) - Obrigada, Sr. Presidente.

            Sr. Presidente, ao longo da história republicana brasileira, esta Casa tem-se pautado como o grande foro das discussões nacionais de relevância. Aqui se discute o Brasil, o País do presente, que se insere no mundo globalizado e já se posiciona como uma das principais economias mundiais.

            Não quero, contudo, pintar um País cor-de-rosa, sem dramas e preocupações, mas não podemos, a partir de questões de cunho eminentemente paroquiais, assumir aqui posturas que terminam por passar a imagem do Brasil como um País atrasado, terceiro-mundista, com uma imagem que em nada contribui para promover a nossa identidade de brasileiros como um povo que sabe o que quer e como conquistar o lugar que merece no mundo.

            Acredito que o Brasil continua a ser um País de contrastes regionais profundos, com muitas desigualdades, mas, ao mesmo tempo, temos que reconhecer que nossas diferenças nos enriquecem, nos promovem e nos enaltecem. Nossa democracia é jovem, nossas instituições ainda se encontram em fase de amadurecimento, nossa economia aos poucos se fortalece, e as mazelas sociais se reduzem pouco a pouco. Estamos longe, porém, daquele País com que sonhamos, mas temos que reconhecer que, a partir do governo de Fernando Henrique Cardoso, quando debelamos a inflação e começamos a implantar programas de distribuição de renda, aceleramos o processo de transformação.

            E falo neste momento, Sr. Presidente, não apenas como representante do Mato Grosso do Sul, meu querido Estado, mas como representante do meu Partido, o PSDB, que hoje administra Estados importantes deste País e que congregam mais de 60 milhões de brasileiros.

            Quero aqui oferecer uma visão correta, sensata e equilibrada, por meio de dados reais, de como analisamos Estados governados pelo PSDB. Questões políticas à parte, é necessário reconhecer avanços num governo de oposição, que luta com grandes dificuldades e, mesmo assim, faz com pouco o muito e, mais ainda, enfrenta as adversidades seguindo em frente, a despeito daqueles que lutam com forças contrárias por razões que pouco têm a ver com a governabilidade.

            Hoje, quero falar de Roraima, minhas senhoras e meus senhores, o Estado mais setentrional da nossa Federação. Um Estado governado pelo PSDB. Um Estado que, apesar de ter a menor população das unidades federativas brasileiras e o menor volume de recursos financeiros, tem dimensões territoriais semelhantes às de um Estado como São Paulo e consegue, graças à boa gestão do Governador do PSDB, José de Anchieta, feitos inéditos.

            No ano passado, por exemplo, depois de um ano de crise financeira mundial que todos nós acompanhamos, foi o Estado que mais cresceu na Amazônia, à taxa de 7,9%, muito acima da média nacional, segundo dados de 2010 do IBGE.

            Quiçá, Sr. Presidente, o Brasil crescesse aos números roraimenses. E vou além: é o quarto Estado do País que mais investe em saneamento básico, segundo dados da Fundação Dom Cabral, de Belo Horizonte.

            Cem por cento das casas de Boa Vista, capital, têm água tratada, e a rede de esgotamento sanitário, ainda este ano, chegará a 56% das residências - um dos mais elevados índices do País. E a meta do governo do Estado é levar a rede de esgoto a 100% da cidade, que é a primeira e única capital do País a concluir o Plano de Desenvolvimento de Saneamento Integrado.

            Sr. Presidente, em 2010, a taxa de analfabetismo do Estado era de 6,7%, uma das mais baixas do Brasil, colocando o Estado na oitava posição entre os Estados do Brasil. Isso faz da educação de Roraima a 13ª melhor educação no Brasil, com UM Índice de Desenvolvimento Humano de 0,885, sendo a sua educação comparada à de Hong Kong, na China.

            Em 2009, em relação ao Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - IDEB, o Estado alcançou a nota de 4,3, sendo superior à média nacional e se configurando na décima quarta posição nacional.

            A nota média de Roraima no Exame Nacional do Ensino Médio - Enem é de 35,03 na prova objetiva e 56,37 na prova de redação, sendo uma das maiores notas do Norte-Nordeste brasileiro.

            O Governador José de Anchieta desenvolve hoje o maior programa de asfaltamento de rodovias de todos os tempos. Constrói uma nova rodovia, a BR-174, em parceria com o Governo Federal, ligando o Estado do Amazonas à divisa com a Venezuela, e a BR-210, fazendo a ligação até a divisa com o Estado do Pará. Como se não bastasse, neste momento, asfalta duzentos quilômetros de estradas vicinais (municipais)

            O Governador José de Anchieta, minhas senhoras e meus senhores, não poupa esforços para fazer de Roraima uma terra que se desenvolve com a perspectiva de crescimento sustentável. Em parceria com o Governo Federal, está levando energia elétrica a todo o interior do Estado, por meio do programa Luz para Todos e do seu programa estadual de energia elétrica. Busca, junto ao Ministério de Minas e Energia, a viabilização de uma grande usina hidrelétrica no Estado e a interligação ao sistema nacional, por intermédio de Tucuruí. Só este ano, o Governo levará energia a pelo menos mais 10 mil propriedades rurais do Estado.

            Cabe ressaltar, também, a transferência das terras da União para o Estado de Roraima, por entendimento do Governador José de Anchieta, e a regularização de 6 milhões de hectares de áreas rurais que eram devolutas ou tinham apenas uma licença de ocupação. Com as terras, hoje, com títulos definitivos, começa a mudar o perfil econômico de Roraima, com a atração de produtores de outras regiões do País e o incremento de diversas culturas.

            O Governador José de Anchieta, do PSDB, vai começar a construção de um novo hospital em Boa Vista, desafogando o Hospital Geral de Roraima, estrangulado por conta do aumento expressivo da demanda e da falta de planejamento e investimentos dos governos passados, que entregaram aos seus sucessores um sistema em colapso.

            O que se precisa ressaltar aqui, Sr. Presidente, é que uma instituição de credibilidade como o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, tem revelado números extraordinários sobre Roraima, como o crescimento recorde de sua economia, com destaque para a construção civil, serviços e comércio. O Ministério do Trabalho também não deixa dúvidas: Roraima bateu o recorde dos últimos dez anos, em 2010, na geração de empregos com carteira assinada.

            Contra fatos, não há argumentos. Roraima é o segundo Estado, em números absolutos, com a menor taxa de desmatamento da região Amazônica, atrás apenas do Estado do Amapá; 68% da área total do Estado estão protegidos, preservados. Trata-se, portanto, de um desenvolvimento ordenado, com sustentabilidade e com responsabilidade.

            Sr. Presidente, Srs. Senadores, vale ressaltar, ainda, que Roraima, apesar das dificuldades de acesso próprias da Amazônia, foi o primeiro Estado brasileiro a concluir o censo escolar, tem uma plataforma de ensino a distância que é referência nacional e está levando inclusão digital às áreas mais remotas do Estado, inclusive às comunidades indígenas.

            Em Roraima, a bem da verdade, o governo enfrenta seus problemas de frente e apresenta soluções. Atua com determinação em setores-chaves como o da saúde, introduzindo um novo modelo de gestão. E aqui quero fazer um parêntese para dizer que o Sr. Ministro da Saúde esteve, na semana passada, na nossa Casa, na Comissão de Assuntos Sociais, e aceitou que realmente a saúde está um caos no País inteiro. O Senador Cícero Lucena fez, naquele momento, uma explanação, mostrando, com sua vivência, o que vê na sua terra, a Paraíba. Eu falei da minha terra, o Mato Grosso do Sul. A saúde está um caos em todo o País e precisa realmente de uma gestão bem feita e de uma revolução para melhorarmos a saúde de todos os brasileiros.

            Além disso, Sr. Presidente, o Governador José de Anchieta mandou investigar - e quero deixar bem claro que verifiquei todos os problemas que estou levantando aqui e as soluções dadas pelo governo -, exonerou servidores acusados de envolvimento em crimes de improbidade administrativa que datam de vinte anos, segundo o Ministério Público Estadual, e forneceu todas as informações necessárias aos órgãos de controle externo.

            As ações para melhorar cada vez mais a gestão e os demais fatores aqui mencionados por mim levam-nos a uma conclusão: pode-se fazer oposição ao governo do Estado, isso vitaliza a nossa democracia, mas isso deve ser feito com responsabilidade, sem fazer oposição ao povo roraimense.

            O PSDB governa oito Estados da Federação, correspondente a 50% da população brasileira e a 52% do Produto Interno Bruto nacional, e se orgulha de ter em seus quadros, no Estado mais setentrional do Brasil, a entrada do País pelo hemisfério norte, um Governador jovem, dinâmico, atento aos problemas e associado ao desenvolvimento econômico e ambiental com justiça social.

            O PSDB tem orgulho do governo de Roraima. Conhece a realidade do Estado e sabe o que lá vem sendo realizado pelo bem do seu povo. Estamos acompanhando esse processo com a consciência de quem sabe fazer o melhor pelo País.

            Muito obrigada.


Modelo1 7/22/248:27



Este texto não substitui o publicado no DSF de 10/05/2011 - Página 14718