Autor
Antonio Carlos Magalhães (PFL - Partido da Frente Liberal/BA)
Data
29/04/1999
Casa
Senado Federal 
Tipo
Fala 

O SR. PRESIDENTE (Antonio Carlos Magalhães) - O Senado da República do Brasil associa-se aos oradores na mensagem que acabaram de transmitir a quantos portugueses espalhados pelo mundo inteiro e que aqui estão num encontro da comunidade. Só o fato de terem escolhido Brasília é uma demonstração das ligações permanentes de Brasil e Portugal.

Vejo entre os portugueses o Deputado José Lourenço, representante do meu Estado, Estado que tem raízes profundas em Portugal do ponto de vista de sentimento, de cultura e até do ponto de vista econômico. Mas o importante é que os senhores aqui presentes devem estar-se sentindo como eu me sinto em Portugal ou nos países da língua portuguesa: em casa. Sintam-se em casa, sabendo que cada vez será maior o sentimento de amizade entre portugueses e brasileiros. Logo às vésperas de comemorarmos os 500 anos do nosso descobrimento, sempre temos razão de gratidão com os portugueses. Daí por que as palavras dos Senadores Bernardo Cabral, descendente direto de Sacadura Cabral, e Lúcio Alcântara espelham realmente o sentimento de todos nós.

De minha parte, não sendo descendente direto de portugueses, mas tendo avós portugueses, da região de Fafe, norte de Portugal, fico muito à vontade para traduzir neste instante, em relação aos senhores, o nosso sentimento de profunda amizade, gratidão e a certeza de que os nossos interesses comuns vão sempre estar juntos, porque Brasil e Portugal não podem separar-se. Muito obrigado. (Palmas)

<