Autor
Eduardo Suplicy (PT - Partido dos Trabalhadores/SP)
Data
17/12/2014
Casa
Senado Federal 
Tipo
Pela ordem 

            O SR. EDUARDO SUPLICY (Bloco Apoio Governo/PT - SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Quero cumprimentar o Senador Luiz Henrique, que foi o Relator da matéria, pelo esforço de coordenação, de consulta a todos os interessados: a nós, Senadores, de cada uma das unidades da Federação, e a todos os secretários da Fazenda que compõem o Confaz.

            Hoje ainda, encontrei o Coordenador do Confaz, José Tostes, que achou muito positiva a disposição, inclusive, do Senador Luiz Henrique.

            Quero saudar o sucesso da reunião do futuro Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, com os Senadores ali presentes na sala do Presidente Renan Calheiros. Estávamos lá e éramos 24 Senadores, inclusive V. Exª. Foi muito positivo.

            Pela ordem, Sr. Presidente.

            O SR. PRESIDENTE (Jorge Viana. Bloco Apoio Governo/PT - AC) - Pela ordem, o Senador Moka. Desculpe-me.

            O SR. EDUARDO SUPLICY (Bloco Apoio Governo/PT - SP) - Uma notícia de extraordinária importância.

            Daqui a uma hora, os Presidentes Barack Obama e Raúl Castro, conforme a notícia, há pouco, dada pelo The New York Times, irão restabelecer as relações diplomáticas entre os Estados Unidos e Cuba.

            Eu considero essa notícia excepcionalmente positiva. Muitas foram as ocasiões, aqui, em que eu falei da importância de logo se acabar com os mais de 50 anos de embargo ou bloqueio dos Estados Unidos em relação a Cuba. E quero complementar: foram diversos os passos dados pelo governo de Cuba nesses últimos anos, tais como os de permitir maior liberdade para cubanos viajarem para o exterior, inclusive com a Srª Yoani Sánchez, que veio ao Brasil; o recente episódio pelo qual uma equipe de médicos e sanitaristas dos Estados Unidos foram a Cuba e estreitaram relações para realizar o melhor atendimento possível para a prevenção e cura do ebola em diversos países da África.

            Foram muitos os sinais de aproximação e, felizmente, agora, esses dois países que estavam muito próximos um do outro, ao restabelecerem relações, isso vai significar uma melhoria notável das relações entre todos os países das três Américas. Trata-se de uma notícia altamente alvissareira, Presidente, meu querido Senador Jorge Viana.

            Muito obrigado.

            O SR. PRESIDENTE (Jorge Viana. Bloco Apoio Governo/PT - AC) - Senador Suplicy, só poderia ser V. Exª para dar uma notícia dessa magnitude, tão importante para que o mundo possa ir se entendendo, especialmente nas relações Estados Unidos/Cuba. Há uma simbologia enorme.

            É uma grande mensagem que o Presidente Raúl Castro e especialmente o Presidente Obama mandam para o mundo, no sentido de que é possível, sim, haver entendimento, manter diferenças, ter compreensões que são distantes, mas estabelecer relações que estão na essência da humanidade, quais sejam, se relacionar especialmente com os Estados que compõem o nosso Planeta.

            Então, é muito bacana - vou usar este termo - estar ocorrendo isso e a notícia chegar ao Senado Federal do Brasil por intermédio de V. Exª, Senador Suplicy, que tanto tem lutado para que se pacifiquem essas relações entre povos que são importantes, como o povo cubano e o povo americano.

            O SR. EDUARDO SUPLICY (Bloco Apoio Governo/PT - SP) - Agradeço ao Rodrigo, um dos representantes do Itamaraty no Senado, que me deu essa informação. E ele disse que está confirmada pelo próprio The New York Times.