Autor
Elmano Férrer (PMDB - Movimento Democrático Brasileiro/PI)
Data
05/04/2017
Casa
Senado Federal 
Tipo
Pronunciamento 

    O SR. ELMANO FÉRRER (PMDB - PI. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, ocupo esta tribuna, Sr. Presidente, apenas para fazer um registro, que eu reputo relevante, por se tratar de uma manifestação de prefeitos da região do extremo sul do Estado do Piauí, que trata sobre uma BR, a BR-135, que começa ou liga a capital do Estado do Maranhão à capital do Estado de Minas Gerais. É uma rodovia que tem 2.445km de extensão, dos quais 615km encontram-se no Estado do Piauí.

    É uma estrada que, em nosso Estado, foi uma rodovia estadual, sendo que vários anos depois, na década de 60, foi federalizada. É uma estrada, hoje, em que se escoa toda a produção de grãos dos nossos cerrados, que esse ano, Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, atinge quase quatro milhões de toneladas de grãos, sobressaindo aí a soja, que tem tido uma expansão muito grande em nosso querido Estado do Piauí.

    Há uma manifestação, Sr. Presidente, de 17 prefeitos daquela região do extremo sul do Piauí, em que pedem, esses prefeitos, a reestruturação da rodovia BR-135. Esta carta, esta manifestação, Sr. Presidente, nos foi encaminhada na semana próxima passada, pelos senhores prefeitos dos Municípios de Riacho Frio, Corrente, Cristalândia, Avelino Lopes, Bom Jesus, Colônia do Gurgueia, Cristino Castro, Gilbués, Júlio Borges, Morro Cabeça do Tempo, Parnaguá, enfim, Sr. Presidente, e mais os Municípios de Redenção do Gurgueia, Santa Luz, São Gonçalo, Sebastião Leal e Santa Filomena.

    É bom que se diga, Sr. Presidente, que essa rodovia, quando estava sob a jurisdição do Estado, no trecho entre Eliseu Martins e Cristalândia, ou seja, compreendendo 420km de estrada, tinha, como tem hoje, uma plataforma de 6m de pista e um acostamento de apenas 50cm à margem direita e 50cm à margem esquerda, ou seja, uma plataforma de 7m.

    E hoje, Sr. Presidente, nós temos a satisfação de dar ciência a este Plenário, mas, sobretudo, ao Estado do Piauí, que, após um trabalho feito e realizado em 2015 e 2016 pelo Ministério dos Transportes, especificamente pelo DNIT, foi feito e concluído não só o projeto de viabilidade econômica, viabilidade técnica e ambiental, mas o projeto básico e o projeto executivo dessa importante rodovia por onde escoa a produção de grãos e também a produção de carne, sobretudo e especialmente de bovinos de alto valor genético, que nós temos grandes rebanhos, especialmente da raça nelore, no Município de Corrente e outros do entorno de Corrente, na região do Gurgueia.

    E com esse projeto, Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, nesse trecho de 350km entre Eliseu Martins, Cristalândia, com a divisa Piauí e Bahia, nós vamos ter uma rodovia federal dentro do padrão de BRs, ou seja, com a plataforma de 12m de largura, 7m de pistas de rolamento e 5m - 2,5m para cada lado - de acostamento.

    Considero isso, Sr. Presidente, uma conquista do nosso Estado. Agora nos resta, nós Senadores da Bancada do Piauí e Bancada Federal, conseguirmos os recursos necessários para dotar essa rodovia da mais alta relevância, por onde escoa... Aliás, essa BR é uma espinha dorsal da região do extremo sul do Piauí, por onde eu disse anteriormente que escoa essa grande produção de grãos.

    E nessa oportunidade, nós queríamos ressaltar a importância, a dedicação de S. Exª o Sr. Ministro dos Transportes Maurício Quintella, bem como dos nossos diretores do DNIT, o Valter Casimiro, o Luiz Antônio, o André Martins de Araújo e o Halpher Rosa, que têm dado suas contribuições para que nós consigamos a realização desse sonho de toda a região do extremo sul, especialmente do Vale do Gurgueia.

    E nessa oportunidade, Sr. Presidente, queríamos fazer um registro também relacionado ao nosso sistema de rodovias federais, especialmente aqui eu gostaria de ressaltar, considerando que fomos Prefeito de Teresina, e uma das grandes preocupações nossas foi a questão relacionada à mobilidade urbana de nossa capital, que tem hoje quase 900 mil habitantes, com a população flutuante diariamente superior a um milhão de habitantes.

    Então, nós queríamos apenas fazer o registro de que a BR-343, na parte urbana de Teresina, especificamente no trecho de 7,5km, onde serão realizadas não só a obra de duplicação, mas especialmente viadutos da mais alta relevância e importância para a mobilidade urbana de nossa cidade. Quando nós pudemos aqui anunciar que um trabalho decorrente da Bancada - Bancada de dez, repito, dez Deputados Federais e três Senadores -, nós vamos dotar essa área da região sudeste da nossa capital de mais de oito viadutos, sendo que neste ano a Bancada apresentou uma emenda, uma emenda impositiva de Bancada, de R$94 milhões, estando já na fase de elaboração dos projetos executivos, especialmente essas obras - que nós chamamos obras de arte -, especificamente viadutos e passagens de nível nesse trecho entreJoão XXIII , que fica ali em nossa capital, no Morro do Uruguai, até o Rio Poti.

    Com isso, Sr. Presidente, nós acreditamos que o trabalho que está sendo realizado pela nossa Superintendência do DNIT, tendo à frente o Dr. Paulo Cronemberger, auxiliado pelo Dr. Laércio, que tem se empenhado na execução dos projetos, desde o de viabilidade econômica, técnica e ambiental, até os projetos básicos e projetos executivos.

    Cremos que, com o engajamento da Bancada Federal, nós possamos assegurar à cidade de Teresina... Cuja administração municipal, o prefeito e toda a sua equipe, o Prefeito Firmino Filho, está numa articulação, numa integração entre a administração municipal e a administração local, a Superintendência do DNIT.

    E por último, Sr. Presidente, também queríamos fazer um terceiro registro, que se trata da BR-316, a duplicação de 18km entre Teresina e Demerval Lobão, dali do trecho que todos os teresinenses e piauienses sabem, logo após a rodoviária federal até a cidade de Demerval Lobão. Nós estamos realizando um trabalho, inclusive já estivemos no Ministério dos Transportes e hoje com S. Exª o Sr. Presidente da República, Michel Temer, no sentido de assegurar essa terceira grande obra viária que nós estamos registrando na noite de hoje aqui no plenário do Senado Federal.

    Então, Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, eram esses três registros que nós queríamos fazer neste momento, na noite de hoje, considerando uma vitória da Bancada Federal do nosso querido Piauí, aqui no Congresso Nacional, na Câmara e no Senado da República.

    Muito obrigado, Sr. Presidente.

    O SR. PRESIDENTE (Wellington Fagundes. Bloco Moderador/PR - MT) - Senador

    Elmano Férrer, eu gostaria de parabenizá-lo pelo pronunciamento, a sua luta aqui em defesa do seu Piauí, sempre de forma bastante persistente. Ontem mesmo nós estivemos aqui com o Diretor de Engenharia do Ministério dos Transportes, Dr. Luiz Antônio Garcia que, claro, por ser matogrossense, quero me somar a essa sua luta para que a gente, junto com o Diretor-Presidente do DNIT, Valter Casimiro, possamos encontrar todas as alternativas técnicas para que V. Exª tenha êxito nesses pleitos.

    O SR. ELMANO FÉRRER (PMDB - PI) - Fico feliz porque eu sei do relacionamento de V. Exª não só com o Ministro dos Transportes, mas, especialmente, com aqueles que integram a direção do DNIT.

    E aproveitarei a oportunidade, já que o Luiz Antônio, Diretor de Engenharia do DNIT, é conterrâneo de V. Exª, para dizer que, se nós contarmos com o apoio de V. Exª e do nosso Ministro Maurício Quintella, correligionário de V. Exª, de seu Partido, se nós contarmos com esse apoio, o apoio que nós estamos tendo do Governo Federal, através do Presidente, nós temos certeza de que essas obras, aliás são várias, pelas quais estamos lutando por elas, todos nós, e representando o Piauí aqui no Congresso Nacional, são da mais alta importância.

    Eu aproveitaria a oportunidade para ressaltar o alto nível de comprometimento desses diretores do DNIT, não só com relação ao trabalho que tem sido realizado no Piauí. De conservação nós temos quase 2.800km de extensão de vias pavimentadas em estado de conservação excelente. Temos, claro, alguns trechos, em decorrência de um inverno pesado, necessitando... Através do Crema - os recursos já estão assegurados, as empresas devidamente contratadas para manter essa eficiência, sobretudo o nível das nossas rodovias federais no nosso Estado.

    Então, eu, através de V. Exª, queria fazer esse registro da competência, da eficiência, da dedicação, do espírito público, sobretudo, dos atuais dirigentes do nosso DNIT.

<