Autor
Elmano Férrer (PMDB - Movimento Democrático Brasileiro/PI)
Data
09/10/2017
Casa
Senado Federal 
Tipo
Pela Ordem 

    O SR. ELMANO FÉRRER (PMDB - PI. Pela ordem. Sem revisão do orador.) – Só dois minutos.

    A despeito dessas questões relacionadas a recursos hídricos, à segurança hídrica para a população, nós devemos fazer agora – é uma ideia concebida pela CPRM (Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais), hoje Serviço Geológico do Brasil – um projeto que visa captar água de um aquífero no Vale do Gurgueia, no Piauí, no Aquífero Cabeça, que é um aquífero fantástico em termos de água. Dizemos que é um rio subterrâneo.

    Vamos fazer agora, através da Codevasf, do Ministério da Integração Nacional, com o apoio do Ministro Hélder Barbalho e do próprio Presidente Michel Temer, o estudo de viabilidade dessa adutora. Viabilidade do ponto de vista técnico, econômico e ambiental, se é possível nós levarmos... Aliás, existem já 38 poços tubulares no Vale do Gurgueia, nessa região entre as cidades de Eliseu Martins e Cristino Castro, poços perfurados na década de 60, poços com 30cm de diâmetro, 40cm, 50cm até 70cm de diâmetro, com uma vazão de 20 mil metros cúbicos por hora.

    E, coincidentemente, fizemos, há vinte e tantos anos, um estudo, através da Aquater, que é uma empresa estatal italiana, sobre os recursos hídricos subterrâneos do Vale do Gurgueia, quando se estudou exatamente a recarga desses mananciais subterrâneos. Viu, Presidente? A recarga foi estudada por essa instituição italiana, que é a Aquater. O estudo dos recursos hídricos subterrâneos desse vale, onde se assegura hoje que nós podemos fazer essa adutora e ter certeza do abastecimento de água de 51 cidades do semiárido durante 300 anos, ou seja, a recarga... É claro que essas águas foram sendo acumuladas ao longo de milhões de anos, mas o estudo chegou. A Aquater, essa empresa, através de um estudo de cooperação Brasil-Itália – o Brasil, através da Agência Brasileira de Cooperação aqui do Itamaraty, e o Ministério das Relações Exteriores da Itália –, fez esse estudo. Nem o Brasil nem o Piauí gastaram nada, foi tudo de uma cooperação técnica que chegou a essa conclusão.

    Então nós vamos iniciar, através da Codevasf e do Ministério da Integração, esse estudo de viabilidade. E em sendo possível, nós vamos trabalhar para que a água desse rio subterrâneo – de que eu o chamo –, do Aquífero Cabeça, chegue a 51 cidades do Semiárido do Piauí, que, no nosso entendimento, e no entendimento de técnicos de várias instituições, seria uma solução definitiva, digamos, por 300 anos, que abasteceria essas 51 cidades do Semiárido do Piauí, com uma segurança de que não teríamos problemas mais de variações climáticas, de seca, porque a água viria desse aquífero, desse lençol subterrâneo do Vale do Gurgueia.

    Apenas queria aproveitar a oportunidade e fazer essa referência, esse registro aqui, para conhecimento das Srªs e dos Srs. Senadores, e enfim, de toda a população...

(Soa a campainha.)

    O SR. ELMANO FÉRRER (PMDB - PI) – ... do nosso Estado.

    Era isso, Sr. Presidente. E agradeço a gentileza de V. Exª.

<