Autor
Humberto Costa (PT - Partido dos Trabalhadores/PE)
Data
23/11/2017
Casa
Senado Federal 
Tipo
Líder 

    O SR. HUMBERTO COSTA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - PE. Como Líder. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, ouvintes da rádio Senado, telespectadores da TV Senado e internautas que nos acompanham pelas redes sociais, eu quero dividir o meu discurso hoje em duas partes.

    A primeira, para trazer um assunto importante, que tem perturbado toda a sociedade brasileira, que é a insegurança dos cidadãos. Nós devemos incentivar toda ação que venha a inibir atos contra a segurança da população brasileira, em particular em defesa daquelas pessoas mais vulneráveis no seu dia a dia. É nesse sentido que eu queria destacar hoje – e o faço porque no mês de janeiro nós teremos uma importante comemoração aqui no Brasil – a prática do Krav Maga, um sistema de defesa pessoal criado em Israel por Imi Lichtenfeld, nos anos de 1940, que envolve técnicas de defesa, tendo como filosofia a neutralização de ameaças, manobras preventivas contra agressões, ataques simultâneos, etc. De maneira muito rápida e eficaz, são ações equilibradas de forma a superar todo e qualquer tipo de situação de violência. Homens e mulheres têm o direito de se defender para preservar a sua integridade física e psíquica.

    Assim, o Krav Maga já faz parte da vida de milhares de brasileiros, tanto no mundo civil quanto no mundo dos profissionais de segurança, que, com a sua prática regular, passaram a enxergar o mundo sob uma nova ótica. Ou seja, o Krav Maga efetivamente mudou a vida de milhares de brasileiros de todas as idades e ambos os sexos, uma vez que o Krav Maga no Brasil é referência mundial da atividade.

    A importância é dada em função da qualidade e não da quantidade de ações de defesa, garantindo a segurança e o bem-estar de seus praticantes, em que a responsabilidade de cada aluno perante a sociedade é repetidamente trabalhada com muita responsabilidade nos treinamentos. Os valores desenvolvidos pelo Krav Maga traçam um caminho de disciplina e ética, visando à boa qualidade de vida e à construção de uma sociedade melhor.

    Destacamos que o objetivo da prática do Krav Maga é assegurar que o cidadão retorne diariamente à sua casa em segurança, direito primário, inalienável e universal de todo ser humano, em que a defesa da vida deve prevalecer sobre a lei do mais forte.

    Assim, Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, a concepção do Krav Maga revela um caminho que permite a qualquer um exercer o direito à vida, mesmo no cenário violento que nos rodeia. A sua técnica visa à legítima defesa em situações de perigo real, com respostas simples, rápidas e objetivas para situações de violência do dia a dia, ensinando de forma eficiente ao cidadão comum como se defender, independentemente de condicionamento físico, idade ou sexo.

    Dessa forma, conclamamos todos os membros desta Casa a apoiarem a aprovação do Projeto de Lei nº 127, que já foi aprovado na Câmara dos Deputados e que institui a data de 18 de janeiro como o Dia Nacional do Krav Maga, data que marcou a chegada dessa modalidade ao Brasil por meio do Mestre Kobi Lichtenstein. Esse dia será lembrado e comemorado como uma ocasião propícia para reforçar as raízes do Krav Maga no nosso País.

    Vale destacar que em 1º de dezembro de 2010, por sugestão do Deputado Federal Vinicius Carvalho...

    O SR. PRESIDENTE (Cidinho Santos. Bloco Moderador/PR - MT) – Senador Humberto, só um momento.

    É somente para registrar a presença na nossa galeria – porque já estão saindo – da Organização das Cooperativas de Crédito do Estado de Minas Gerais. Sejam todos bem-vindos!

    O SR. HUMBERTO COSTA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - PE) – Sejam todos bem-vindos e bem-vindas!

(Manifestação da galeria.)

    O SR. HUMBERTO COSTA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - PE) – Pois bem, o mestre Kobi foi agraciado com a Medalha do Mérito Legislativo, a mais alta e importante comenda do Congresso Nacional brasileiro, oferecida a pouquíssimas personalidades, o que demonstra a sensibilidade do Parlamento brasileiro com relação ao grande serviço prestado pelo homenageado.

    Cumpre ressaltar que, dada a seriedade com que se organiza o Krav Maga no Brasil, a Federação Sul Americana de Krav Maga é a segunda maior entidade da modalidade no mundo, o que demonstra sua importância e a necessidade de que seus praticantes possam ser presenteados com uma data nacional. Assim, já apelei ao Presidente Eunício Oliveira para que ele possa, na primeira oportunidade, colocar em pauta esse projeto e assim nós fazermos esta justa homenagem.

    Eu sei que falo pela Liderança, Sr. Presidente, mas eu queria atender aqui ao pedido do Senador Magno Malta, de um aparte, e, inclusive, lembrar a V. Exª que, depois da Ordem do Dia, o tempo de fala dos Líderes é um pouquinho mais longo do que os dez minutos.

    Mas eu ouço o Senador Magno Malta.

    O Sr. Magno Malta (Bloco Moderador/PR - ES) – Senador Humberto Costa, eu quero parabenizar V. Exª, chamá-lo de colega, não porque somos Senadores, mas porque V. Exª, quando resolveu ir para as artes marciais, se matricular numa academia, aprender Krav Maga... Lembro-me do dia em que V. Exª, aqui no plenário, bateu no meu peito e falou: "Olha, estou treinando Krav Maga". Não sei o nome da academia, nem o nome do seu mestre, mas sei que é em Pernambuco, porque... Ah, é aqui, não é? Aqui. Como é o nome da academia?

    O SR. HUMBERTO COSTA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - PE) – Eu não sei exatamente o nome, mas ali é na W3, acho que na 702 Norte.

    O Sr. Magno Malta (Bloco Moderador/PR - ES) – De qualquer maneira, eu estou falando para as academias de Pernambuco para se prepararem para receber V. Exª para fazer uns treinozinhos, passar para frente o que aprende, com as crianças, com os adolescentes. Eu sou das artes marciais. Tenho origem no boxe, em seguida, jiu-jitsu e gosto muito do treinamento completo de MMA, gosto muito do ringue, gosto muito da academia e isso tem me mantido de pé. V. Exª sabe que eu sou um homem lesionado de medula, desenganado. Parte da minha coluna é um enxerto de titânio e eu me graduei no jiu-jitsu, já, depois da cirurgia da medula. E o esporte, eu tenho uma instituição de recuperação de drogados. Há 38 anos eu tenho livrado pessoas das drogas pela via do esporte. E o esporte, Senador Humberto, é o maior preventivo – preventivo – para o uso de drogas. Acho que o esporte, sendo usado maciçamente no Brasil, nas escolas, salvará a nossa geração próxima das drogas. E hoje foi inspirador ver V. Exª com essa capa na mão, as letras muito grandes, escrito Krav Maga, e eu fiquei em pé, atrás de V. Exª, e falei: "Agora está a vista curta, com uma letra desse tamanho?" Aí, V. Exª falou: "É Krav Maga. Vou fazer o discurso hoje". Quero parabenizar V. Exª, e aí nasceu uma grande ideia, Senador Cidinho. A primeira grande ideia foi a gente aconselhar o Senador Cidinho a ir para a academia. Está ali o Senador Cidinho sorrindo e vocês vão ver o Senador Cidinho. Alguém aí em Mato Grosso, que tem academia, ligue para o Gabinete dele e diga o endereço, porque não é só a saúde – o que a mente produz, o bem-estar do esporte é uma coisa maravilhosa. Nasceu uma grande ideia que nós vamos revelar para o futuro, daqui a pouco, antes do final do ano, junto com o Senador Humberto Costa. E certamente nós teremos o apoio, Senador Humberto Costa, de todo o País, de toda uma Nação, que quer criar os seus filhos com saúde, lúcidos e até por conta de um momento violento que vive a Nação.

    Muito obrigado pelo pronunciamento, parabéns por trazer a proposta da criação desse dia, e que haja um dia para todas as artes marciais nesse Brasil, um País com vocação para esse esporte. Nós temos atletas de alto rendimento no jiu-jitsu – nós somos o fenômeno do mundo; nós temos atletas de alto rendimento no boxe; e o Krav Maga chegou com força aqui. É um esporte criado pelo Mossad de Israel, de defesa pessoal. É perfeito, principalmente para mulheres, fazer Krav Maga. Parabéns mesmo, estou muito feliz. Ao ouvir esse discurso de V. Exª na tribuna, a gente que é do esporte fica muito feliz. Tenho certeza de que vai repercutir nos meios, tenho certeza de que o pessoal do ramo, que está ouvindo V. Exª, certamente fará circular nas redes sociais e, certamente, vai ficar muito feliz o Brasil inteiro com esse posicionamento de V. Exª e por saber que V. Exª hoje é um praticante de Krav Maga. Obrigado, Senador. 

    O SR. HUMBERTO COSTA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - PE) – Obrigado, Senador Magno Malta. Quero, inclusive, pedir a V. Exª que possa me ajudar nesse trabalho de convencimento do Senador Eunício Oliveira – nós contamos com o apoio também do Senador Valdir Raupp –, para que ele coloque esse tema em pauta em uma dessas sessões onde não há muitos assuntos em pauta, e nós possamos prestar essa justa homenagem ao Krav Maga e ao seu criador aqui no Brasil.

    Eu ouço o Senador Medeiros, se V. Exª permite.

    O Sr. José Medeiros (Bloco Parlamentar Democracia e Cidadania/PODE - MT) – Muito obrigado, Senador Humberto. Também quero parabenizá-lo por trazer o tema à tona e também me associar às palavras do Senador Magno Malta. O esporte tem sido – eu diria – um trampolim para salvar muita gente do mundo das drogas e, além do mais, inserir socialmente pessoas que estão praticamente à margem. Eu tive a oportunidade, na minha juventude, de competir pelo Brasil inteiro. Eu fazia caratê. Não cheguei a ser campeão nacional, mas tive o prazer de participar de muitas competições. E também queria levantar aqui, diante do assunto que V. Exª traz, a importância de os governos, nas três esferas, apoiarem esportes como o caratê, Krav Maga, judô. O judô já está um esporte mais... O jiu-jítsu e o judô já estão mais consolidados; o caratê ainda depende de ficar fazendo feijoada, galinhada, para os atletas viajarem, é uma dificuldade tremenda. Por isso, foi bom V. Exª trazer esse tema, para a gente relembrar a importância que esses esportes têm. Há outras modalidades – nós temos futebol, temos basquete, temos vôlei –, e por vezes chegam aqueles professores naqueles bairros carentes, montam uma academia de caratê ou de qualquer outro esporte de artes marciais, e salvam muitas crianças, que passam a ter ali um objetivo na vida, e, às vezes, dali saem grandes desportistas. Então, quando V. Exª traz esse assunto de valorização do Krav Maga, na verdade eu queria lhe dizer que o senhor está, também, de certa forma, fazendo isso pelo caratê, que é um esporte similar e que tem mais ou menos – eu diria – as características do Krav Maga em termos de luta marcial.

(Soa a campainha.)

    O Sr. José Medeiros (Bloco Parlamentar Democracia e Cidadania/PODE - MT) – Como eu disse, o jiu-jítsu já é um esporte que está famoso devido ao UFC e tudo o mais, mas nós precisamos, realmente, trazer esses temas, que não são de menor importância. Muito obrigado.

    O SR. HUMBERTO COSTA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - PE) – Eu agradeço o aparte de V. Exª e o incorporo ao meu pronunciamento.

    Quero, Sr. Presidente, concluir aqui a minha fala, também dando uma palavra sobre o que nós ontem fizemos, como integrantes da oposição, liderados pelo Líder do PT, o Senador Lindbergh Farias, e que é extremamente relevante também para o nosso País.

    Nós fomos ao Ministério Público Federal, ingressamos com uma representação para investigarmos todo esse processo de entrega do pré-sal a estrangeiros. Como vários de nós falamos aqui ontem, o Governo adotou uma renúncia fiscal superior a R$1 trilhão, eliminou a política de conteúdo nacional na exploração do petróleo e afrouxou, inclusive, as regras para o controle da prática de crimes ambientais por aqueles que fizerem a exploração do petróleo. O governo britânico, inclusive, reconhece que influiu decisivamente junto a autoridades brasileiras para que o processo saísse da forma como o governo desejava – o governo britânico –, ou mais especificamente a British Petroleum, empresa inglesa que tem participado dos leilões do pré-sal. Esse, na nossa visão, é um crime de lesa-pátria de alta gravidade, que precisa ser apurado, para que os envolvidos na dilapidação do patrimônio nacional sejam severamente punidos.

(Soa a campainha.)

    O SR. HUMBERTO COSTA (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - PE) – Entregaram o nosso petróleo aos estrangeiros, enquanto o preço da gasolina, aqui no Brasil, dispara. Hoje, por exemplo, 7% de alta acumulada em apenas dois dias.

    Portanto, Sr. Presidente, a nossa expectativa é de que a Procuradoria-Geral da República possa tocar essa investigação à frente e que dentro do Ministério de Minas e Energia haja uma investigação também sobre esse lobby praticado às claras e que nós possamos ter uma resposta para a população brasileira, que não pode ver as suas riquezas dilapidadas da forma como este Governo golpista vem fazendo no nosso País.

    Muito obrigado pela tolerância de V. Exª e muito grato aos demais Senadores e Senadoras.

<