PRESIDENTE: (VAGO)

VICE-PRESIDENTE: (VAGO)

PRESIDENTE (art. 88, § 3º do RISF): (VAGO)


Tipo: Conselho do Senado Federal

Ato de criação: (Resolução do Senado Federal nº 15, de 2020.)

Sobre o Prêmio Chico Mendes do Senado Federal 

O Prêmio Chico Mendes do Senado Federal é destinado a agraciar jornalistas que tenham produzido matérias relevantes sobre a preservação do meio ambiente e a promoção do desenvolvimento sustentável.

Sobre Chico Mendes 

Francisco Alves Mendes Filhomais conhecido como Chico Mendes, nasceu em Xapuri (AC), no dia 15 de dezembro de 1944, e ainda criança começou no ofício de seringueiro, acompanhando seu pai em incursões pela mata. Foi também um conhecido sindicalista, ativista político e ambientalista brasileiro.

Seu ativismo, notadamente a favor dos seringueiros e para impedir o desmatamento da Floresta Amazônica, lhe trouxe reconhecimento internacional, sendo agraciado, em 1986, com o prêmio Global 500, oferecido pela ONU por sua luta em defesa do meio ambiente.

Por outro lado, sua luta pela preservação do meio ambiente e por melhores condições de trabalho para os seringueiros provocou a ira dos grandes fazendeiros locais, o que fez com que passasse a receber constantes ameças de morte. Tais ameaças persistiram até que, em em 22 de dezembro de 1988, Chico Mendes foi assassinado na porta de casa, em Xapuri (AC).

Sua morte evidenciou a urgência de ações para a preservação da Amazônia e o fim dos conflitos por terra, deixando como legado a Reserva Extrativista Chico Mendes (Resex). Fundada em 1990 a partir de grande pressão internacional, a reserva, que hoje é referência para o mundo, alcança cerca de 970 mil quilômetros de floresta, passando pelas cidades de Assis Brasil, Brasileia, Capixaba, Epitacolândia, Sena Madureira, Xapuri e Rio Branco.