Otto Alencar - BA BA
Bloco Parlamentar PSD/Republicanos - PSD

Período 2015-2023
Otto Alencar

Dados Pessoais

Nome civil:
Otto Roberto Mendonça de Alencar
Data de Nascimento:
28/08/1947
Naturalidade:
Ruy Barbosa (BA)
Gabinete:
Senado Federal Anexo 2 Ala Teotônio Vilela Gabinete 09
Telefones:
(61) 3303-1464 / 1467
FAX:
(61) 3303-2862
E-mail:
sen.ottoalencar@senado.leg.br
Escritório de apoio:
AVENIDA TANCREDO NEVES, 620. CONDOMÍNIO MUNDO PLAZA TORRE EMPRESARIAL, SALA 2014. CAMINHO DAS ÁRVORES, SALVADOR, BA. CEP:41820-020
Telefone:(71) 2132-9828
Nome parlamentar Nome completo Chapa
Otto Alencar Otto Roberto Mendonça de Alencar Titular Em exercício
Abel Rebouças Abel Rebouças São José Primeiro(a) suplente
Marizete Marizete Lisboa Fernandes Pereira Segundo(a) suplente
  • JJan
  • FFev
  • MMar
  • AAbr
  • MMai
  • JJun
  • JJul
  • AAgo
  • SSet
  • OOut
  • NNov
  • DDez
  • Ano

2015

2016

2017

2018

2019

2020

2021

2022

Para informações anteriores à 49ª legislatura, consultar a seção 'Biografia'.

Histórico Acadêmico


Curso Grau Estabelecimento Local
Medicina Superior Universidade Federal da Bahia Salvador
Medicina do Trabalho e Saúde Ocupacional Pós-graduação Universidade Católica de Salvador - UCSAL Salvador
Especialização em Prótese do Quadril Pós-graduação Hospital das Clínicas de São Paulo Sao Paulo

Profissões

  • Médico(a)  
  • Político  

Mandatos

Mandato Início Fim
Deputado Estadual - BA 1987 1990
Deputado Estadual - BA 1991 1994
Deputado Estadual - BA 1995 1998
Vice-governador - BA 1999 2002
Governador - BA 2002 2002
Vice-governador - BA 2011 2014
Senador - BA 2015 2023

Homenagens

Foi agraciado com o Título da Ordem do Mérito da Bahia no Grau de Grã Cruz (1999) e no Grau de Colar (2002), recebeu a Medalha do Mérito da Polícia Militar do Estado da Bahia, no Grau de Comendador (2002), foi honrado com a Comenda do Mérito de São Jorge dos Ilhéus (2002) e com a Ordem do Mérito Militar no Grau de Grande Oficial (2002), foi homenageado com a Medalha do Mérito Deputado Luís Eduardo Magalhães e recebeu o Título de Cidadão da Cidade do Salvador. Foi homenageado com a Comenda Deputado Luís Eduardo Magalhães, ALBA, (2002) e com o seu nome em logradouro público, Colégio Estadual Otto Alencar, Cravolândia-BA. Foi condecorado com a Medalha Ordem do Mérito Naval (Grau de Comendador), da Marinha do Brasil (2012), com a Grande Medalha da Inconfidência-MG, do Estado de Minas Gerais (2011), e com a Comenda Dois de Julho, da Assembleia Legislativa da Bahia (2013). Recebeu o título de Cidadão Barroquense, Barrocas-BA (2010), de Cidadão Jacuipense, Riachão do Jacuípe-BA (2010), de Cidadão Lapense, Bom Jesus da Lapa-BA (2013), de Cidadão Barreirense, Barreiras-BA (2013), de Cidadão Itajuipense, Itajuípe-BA (2013), de Cidadão Itapetinguense, Itapetinga-BA (2013), de Cidadão Ireceense, Irecê-BA (2013), de Cidadão Ibititaense, Ibititá (2013) e Cidadão Itapetinguense, Itapetinga (2014). Em 2002, com nove meses de gestão, foi eleito o quinto melhor Governador do Brasil, através da pesquisa do Instituto Datafolha, publicada no Jornal Folha de S. Paulo, em 31 de dezembro de 2002. Foi eleito pela Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, o secretário de Estado com melhor desempenho nos anos de 2011 e 2012.

Outras Informações

Em 1987 foi eleito pela primeira vez para a Assembléia Legislativa, pelo PTB, como deputado constituinte. Reeleito em 1990 como o deputado mais votado, com 36 mil votos, assumiu a Secretaria Estadual da Saúde, cargo que exerceu até 1994, quando foi reconduzido à Assembléia, dessa vez pelo PL, com 103.700 votos.
Nessas três legislaturas, exerceu várias funções: presidente do Legislativo, quando publicou o livro Bahia de Todos os Fatos – 101 anos da República na Bahia (1996), líder do Governo e do PL e presidente de várias comissões parlamentares de inquérito e das comissões de saúde, saneamento e de proteção do meio ambiente. Como presidente da Assembléia Legislativa da Bahia, ocupou interinamente o cargo de governador, em 1996, por oito dias.
Em 1998, eleito vice-governador da Bahia, foi designado coordenador do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido (Sertão Forte). Em 2002, assumiu o governo no período de abril a dezembro daquele ano. Em 2003, foi secretário da Indústria, Comércio e Mineração até 8 de outubro de 2004, quando assumiu como Conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, cargo exercido até 30 de março de 2010. Em outubro do mesmo ano (2010), foi novamente eleito vice-governador da Bahia, e em janeiro de 2011, assumiu a Secretaria Estadual de Infraestrutura até 28 de março de 2014. Em outubro de 2014, foi eleito Senador da República pelo Estado da Bahia.
Foi presidente do Conselho da Empresa Baiana de Alimentos e participou dos conselhos da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) e do extinto Centro Internacional de Negócios da Bahia (Promo). Em setembro 2011, juntamente com o então prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, fundou o Partido Social Democrático (PSD), do qual é presidente estadual na Bahia.

Eleito senador da República para o mandato de oito anos com mais de 3,3 milhões de votos. Em 1° de fevereiro de 2015 tomou posse e um mês depois se tornou presidente da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, Fiscalização e Controle. A defesa incondicional do meio ambiente, a revitalização do Rio São Francisco, os interesses dos trabalhadores brasileiros e mais recursos para saúse pública estão entre as prioridades de Otto Alencar no Senado. O senador luta para qe o imposto do cigarro e os impostos arregadados com qa venda de medicamentos sejam revertidos para complementar o orçamento federal da saúde.

Fonte: Secretaria-Geral da Mesa, Coordenação de Arquivo e Coordenação de Biblioteca.